H2O AM suspende as subscrições e reembolsos em vários dos seus fundos


A gestora H2O AM anunciou a suspensão de subscrições e reembolsos em vários dos seus fundos expostos em maior medida a ativos privados. Em concreto, os fundos afetados são o H2O Allegro, o H2O MultiBonds e o H2O MultiStrategies. A decisão foi tomada após uma petição à gestora realizada pela AMF francesa, o equivalente à CMVM.

Não obstante, a empresa filial da Natixis IM, foi mais além do requerido pela CMVM francesa e pensando “no melhor interesse dos titulares de fundos”, segundo explica em comunicado, optou também por ampliar essas restrições a mais produtos, em concreto ao H2O Allegro, ao H2O MultiBonds e ao H2O MultiStrategies, que também têm nas suas carteiras ativos privados que estão a gerar problemas de valorização, assim como em Deep Value AIF.

Segundo aponta a gestora, este período de suspensão é temporário, e deverá durar cerca de quatro semanas, durante as quais a H2O deverá gerir ativamente as carteiras e criar, para os sete fundos mencionados, side pockets onde poderá depositar esses ativos privados com os que contam os fundos e que apresentam problemas de valorização. Enquanto isso, todos os restantes ativos dos fundos agora suspensos serão transferidos para novos UCITS que vão replicar a estratégia de investimento Global Macro da H2O: estes fundos, que deverão obter a aprovação da AMF, vão manter as mesmas características financeiras e legais, os mesmos códigos ISIN, assim com as mesmas entidades de apoio (empresa de gestão de ativos, custódia, administrador, auditor) do que os fundos originais.

Uma vez contempladas estas mudanças, os investidores ficarão com participações em novos fundos semelhantes aos que já tinham com uma diferença: estes já não incluem os ativos ilíquidos e privados. Além destas participações, os investidores também vão receber participações até que a gestora conclua o seu objetivo de os vender.

Ao mesmo tempo da divulgação do comunicado da H2O, a Natixis IM emitiu o seu próprio comunicado valorizando positivamente a decisão adotada pela sua filial. “A decisão de suspender estes fundos foi tomada com base no interesse dos titulares e com o fim de garantir o seu tratamento justo. Os outros 16 fundos geridos pela H2O AM continuam abertos a subscrições e reembolsos. A Natixis apoia estes medidas, que têm como objetivo proteger os interesses dos investidores”, afirma a gestora.

Empresas

Notícias relacionadas