Tags: Obrigações | Ações |

Governo avança com imposto sobre transacções financeiras


Em conferência de imprensa, onde apresentou as novas medidas de austeridades, o ministro lembrou que a aplicação deste imposto é defendida por outros países europeus e adiantou que o Governo irá pedir uma autorização legislativa para criação deste no próximo ano.

Defendendo que esta tributação deverá ser "eficiente", Vítor Gaspar salientou que esta deverá ser vista também como "um mecanismo de regulação, responsabilização e estabilização dos mercados financeiros". O ministro não adiantou mais detalhes referindo que esta medida "ainda não está desenhada na sua plenitude".

Além desta anunciou também uma medida no sentido de criar maior equidade entre o financiamento através de capital alheio e dos capitais próprios.

No âmbito da tributação dos rendimentos de capital, Vítor Gaspar voltou a fazer referência ao agravamento sobre juros, dividendos e mais-valias, para 26,5%. 

Notícias relacionadas