Tags: Negócio |

GNB Gestão de Ativos fecha primeiro trimestre com 13,5 mil milhões de euros sob gestão


O Novo Banco já apresentou os seus resultados, referente ao primeiro trimestre do ano. Segundo o comunicado publicado na CMVM, a instituição liderada por Stock da Cunha fechou o período com um resultado líquido negativo de 249,4 milhões de euros, que compara com os 117,8 milhões de euros registados em igual período de 2015.

Segundo o mesmo comunicado, na GNB Gestão de Ativos o “volume global de ativos sob gestão atingiu 13,5 mil milhões de euros, o que representa uma redução de cerca de 4,5% face ao final do exercício de 2015”. De acordo com a entidade gestora, foi a descida nos fundos mobiliários (9,4%) e nos fundos imobiliários (4,6%) que fizeram a maior mossa no final do período em termos de património sob gestão. No que toca à atividade internacional, esta “apresentou um montante de cerca de 2,5 mil milhões de euros de volumes sob gestão (-8% face ao final de 2015) dos quais cerca de 1,2 mil milhões de euros em Espanha e 493 milhões de euros de fundos no Luxemburgo“.

Comissões em queda

No que diz respeito às comissões da prestação de serviços bancários, estas tiveram um “contributo positivo para o resultado tendo atingido 70,1 milhões de euros, que compara com a média trimestral de 2015 de 88,9 milhões de euros”, segundo se lê no comunicado da entidade.

As comissões na Gestão de Ativos e Banca e Seguros atingiram os 16,9 milhões, o que compara com os 22,5 milhões registados no primeiro trimestre do ano passado.

Empresas