Tags: Negócio |

GNB Gestão de Ativos fecha primeiro semestre com mais de 13 mil milhões de euros em património


Depois de algumas instituições financeiras terem apresentado os seus resultados, agora foi a vez do Novo Banco mostrar ao mercado como se comportou na primeira metade do ano. Segundo o comunicado oficial enviado pela CMVM ao mercado, o Novo Banco fechou o primeiro semestre do ano com um resultado líquido negativo de 362,6 milhões de euros. Já o resultado operacional atingiu os 142,3 milhões de euros, com esse valor a ser "superior a todo o resultado gerado em 2015 (125M€) demonstrativo da crescente capacidade de geração de receitas por parte do Grupo NOVO BANCO", refere a entidade.

Também o produto bancário cresceu em 7,7% para mais de 446 milhões, "com o resultado financeiro a evidenciar um crescimento de 22,0% e a representar 59% deste agregado", pode ler-se no documento oficial.

GNB Gestão de Ativos com 13 mil milhões de euros

A GNB Gestão de Ativos fechou a primeira metade do ano com um volume global de ativos sob gestão de 13 mil milhões de euros, que segundo a entidade "representa uma redução de cerca de 7,5% face ao final do exercício de 2015, tendo a quota de mercado evoluído de 11,23% para 11,14% nas mesmas datas." No que diz respeito à atividade internacional, esta representou um valor a rondar os 2,4 mil milhões de euros. Já o "resultado líquido do período foi de 2,9M€".

GNB Seguros Vida com resultado líquido contabilístico negativo

O mesmo comunicado mostra que a GNB Seguros Vida fechou o período com "um resultado líquido contabilístico negativo de 50,1M€, fortemente influenciado pela performance da atividade financeira, que registou um menor volume de mais-valias realizadas face ao período homólogo (cerca de -100M€), bem como um acréscimo do volume de imparidades (30,1M€ em junho de 2016 vs 2,9M€ em junho de
2015)."