Tags: Negócio |

Área de fundos de pensões do Grupo Novo Banco cresce no primeiro trimestre


O Grupo Novo Banco publicou os resultados relativos ao primeiro trimestre de 2017, nos quais registou um resultado líquido negativo de 130,9 milhões de euros. Ainda que a entidade tenha voltado a registar um resultado líquido negativo, o primeiro trimestre deste ano representa uma melhoria de 47,5% face ao período homólogo.

Do lado do produto bancário registou-se uma redução de 22,8% face a 2016, fixando-se nos 180,8 milhões de euros. Na mesma direção ficou o resultado operacional, que ascendeu 45,6 milhões de euros, o que representa uma queda de 42,3%.

Já as comissões de gestão de Ativos e Banca Seguros também registaram um decréscimo, passando de 16,9 milhões de euros no primeiro trimestre de 2016, para 15,3 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano. Estas, segundo a entidade, representam 19,7% do total.

Volume sob gestão da GNB Gestão de Ativos diminui 2,3% face ao final do ano passado

“A GNB Gestão de Ativos, terminou o primeiro trimestre de 2017 com um volume de ativos sob gestão de 11,6 mil milhões de euros”, pode ler-se no comunicado. O valor registado acaba por representar uma redução de 2,3% relativamente ao final do ano passado. Por outro lado, o segmento de fundos de pensões da entidade apresentou um crescimento de 7,4%. Quando ao resultado do período, este fixou-se nos 2,9 milhões de euros.

Empresas

Notícias relacionadas