Tags: Negócio |

Gestoras de Patrimónios: que entidades cresceram em 2016?


Os primeiros três meses do ano foram um pouco complicados para os mercados financeiros. A mesma tendência foi verificada no segmento de Gestão de Patrimónios. De acordo com os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP –, no final de março o segmento totalizava mais de 58.150 milhões de euros, representando ‎cerca de 91,‎5‎% ‎do valor global das carteiras ‎sob gestão discricionária em Portugal. Face ao mês anterior, assistiu-se a um decréscimo de 0,19% que aumenta para 3,26% se compararmos com o final do ano passado, ou seja, em termos monetários o decréscimo no primeiro trimestre de 2016 é de quase 2 mil milhões de euros.

No entanto, apesar do decréscimo, existem algumas entidades que tiveram comportamento diferente. Se olharmos para o primeiro trimestre do ano, apenas duas sociedades gestoras conseguiram aumentar o seu valor sob gestão: a Crédito Agrícola Gest e ainda a Orey Financial. A primeira foi a que mais cresceu nos primeiros três meses do ano, com um aumento de 1,96% para um valor total superior a 2.156 milhões de euros. Isto é, em termos monetário o incremento foi de 42,3 milhões de euros. Na Orey Financial o crescimento foi mais modesto, na ordem dos 0,55% para um valor total de 4,6 milhões de euros.

Dois terços cresceram em março

De todas as gestoras de patrimónios associadas na APFIPP, dois terços conseguiram ter um mês de março positivo, face ao mês anterior. Apesar do saldo mensal ser negativo – queda de 0,19% ou seja mais de 111 milhões de euros – oito gestoras aumentaram o seu património em março. Em termos percentuais o maior aumento foi registado na Dunas Capital, que viu o seu património sob gestão crescer 7,92% para mais de 17,5 milhões de euros. Destaque para o recente negócio da Dunas Capital que adquiriu a Inverseguros, que assim irá completar a sua gama de produtos e serviços para investidores institucionais, com uma especialização, a partir de agora, no mercado segurador. Com este negócio, reforça a sua posição no mercado ibérico.

Já em termos monetários o maior incremento foi sentido na Caixagest, através de um crescimento de 135 milhões de euros, consolidando a entidade como a maior do segmento em Portugal, com mais de 22.338 milhões de euros sob gestão.

As entidades que gerem patrimónios em Portugal

Captura_de_ecra__2016-04-12__a_s_15

Fonte: APFIPP no final de março

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido