Tags: Negócio |

Gestão de patrimónios de olho em Espanha, Itália e EUA


O valor sob gestão das entidades de gestão de patrimónios de associadas da APFIPP, a 31 de julho de 2017, ascendia a 56.520 milhões de euros. Este valor representa um crescimento de 0,9% no ano, sendo que apenas no mês de julho os ativos cresceram 0,6%.

Nos primeiros sete meses do ano, e segundo dados da APFIPP, deram-se variações significativas nas alocações aos diversos mercados e, apesar dos fundos de investimento terem ganho peso na gestão de patrimónios, o investimento direto continua a representar o grosso da alocação nas carteiras, nomeadamente 43.149 milhões de euros.

A repartição geográfica destes ativos, subdivididos de acordo com a Instrução da CMVM nº 4/2011, evidencia algumas tendências muito marcadas. Por um lado, verificamos uma contração acentuada em termos absolutos dos ativos nacionais, na ordem dos 720 milhões de euros. No entanto, sendo a principal nacionalidade dos ativos investidos, esta variação representa apenas cerca de 3,35% do montante total.

Por outro lado, os EUA, Espanha e Itália verificaram um aumento significativo da alocação nas carteiras da gestão de patrimónios, tanto em termos absolutos como em termos relativos. No caso dos EUA, o aumento atingiu os 611 milhões de euros o que representou uma variação de 64%. Já no que se refere aos dois países do sul da Europa o crescimento foi de 420 e 868 milhões de euros, em Espanha e Itália, respectivamente. Em termos relativos, isto representa 43% nos ativos alocados a ativos italianos, e 23,5% aos ativos espanhóis. 

Captura_de_ecra__2017-08-16__a_s_17

Fonte: APFIPP

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido