Tags: Negócio |

Fundos selecionados pela Bankinter Research para 2018


Depois de apresentar as perspetivas e principais preocupações para o ano de 2018 no que respeita ao investimento, a equipa de research do Bankinter apresenta agora os fundos que considera “mais adequados para replicar a estratégia de investimento” por si recomendada.

A equipa de research do Bankinter começa por referir o Fidelity Euro Short Term Bond, um fundo cujo objetivo é obter rentabilidade positiva e estável, preservando o capital, sendo que investe em obrigações europeias de curto prazo, denominadas em euros. Este fundo, gerido pela Fidelity, registou uma rentabilidade de 0,07% em 2017. O Nordea Stable Return é outra das opções da entidade por se tratar de um fundo misto flexível com um comportamento de retorno absoluto e que reúne quatro características: preservação de capital, descorrelação dos mercados, volatilidade controlada e baixa, mas constante, e rentabilidade. Este fundo, gerido pela Nordea e que faz parte da seleção estabilidade da Bankinter Research, obteve 1,85% de rentabilidade no ano passado.

O Henderson Horizon Euroland também faz parte desta lista, sendo um fundo que investe em ações de empresas da zona euro, sem restrições geográficas ou setoriais, e que pode incluir outro tipo de ações, instrumentos monetários e depósitos bancários, tendo obtido 10,01% de rentabilidade em 2017. A entidade entende que é “especialmente interessante para investidores de longo prazo”. Já o BGF Euro Markets, também selecionado, é um fundo de ações europeias com uma filosofia de investimento bottom-up, sendo flexível em relação à capitalização das empresas em que investe, embora esteja mais exposto a mid e big-caps, e em termos de estilo. O fundo da BlackRock obteve em 2017 uma rentabilidade de 13,6%.

Dois fundos da Franklin Templeton, o Franklin U.S. Opportunities e o Franklin India, também compõem esta lista. O primeiro investe em ações norte-americanas e obteve 26,9% de rentabilidade em 2017, enquanto o segundo investe em ações indianas e registou 20,2%. De destacar ainda o Invesco US Value Equity, fundo da Invesco que investe em ações norte-americanas e que, embora o seu perfil value tenha feito com que a rentabilidade do fundo tenha ficado abaixo da do S&P500 em 2017, a entidade considera que “o seu posicionamento é o mais adequado para enfrentar 2018”. Registou no ano passado uma rentabilidade de 18,7%. Por fim, um outro fundo da BlackRock, o BGF World Financials, que investe no setor financeiro a nível global, especialmente em banca e que obteve 31,5% de rentabilidade.

Confira a lista completa de fundos selecionados pela Bankinter Research:

Fundo Ativo Rentabilidade em 2017
Fidelity Euro Short Term Bond Obrigações Curto Prazo 0,07%
Nordea Stable Return Misto Global 1,85%
Henderson Horizon Euroland Ações Zona Euro 10,10%
BGF Euro Markets Ações Europa 13,60%
Franklin U.S. Opportunities Ações EUA 26,90%
Invesco US Value Equity Ações EUA 18,70%
Franklin India Ações Índia 20,20%
BGF World Financials Ações Setor Financeiro 31,50%

Fonte: Bankinter, janeiro de 2018

A entidade apresentou ainda a seleção estabilidade, cujo objetivo é gerar rentabilidade positiva independentemente do contexto de mercado. Nesse sentido, focam-se em fundos de investimento de “retorno absoluto, com baixa volatilidade, bom track record em termos de controlo de risco e uma gestão focada na preservação do património”. A perspetiva de investimento recomendada para os ativos selecionados é de pelo menos um ano, embora a Bankinter Research entenda que o período mais adequado de investimento seja de três anos.

Conheça a seleção estabilidade da Bankinter Research:

x

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido