Tags: Pensões |

Fundos PPR: os melhores nos últimos cinco anos


Investir e esquecer. Esta pode ser uma das máximas para os investidores que aplicam o seu dinheiro a pensar na reforma. Ainda assim, um acompanhamento pontual pode causar-lhe menos dissabores do que um completo “esquecimento” do investimento.

Mensalmente, a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – publica a lista dos fundos geridos por entidades associadas que melhor resultados apresentam ao longo dos últimos cinco anos, tanto nos fundos PPR como nos fundos de pensões abertos. Com o foco nos fundos PPR, verificamos que o fundo que melhor rendibilidade apresenta nos últimos cinco anos é o NB PPR, da responsabilidade da GNB Gestão de Ativos. Este produto é gerido por Paulo Joaquim e apresenta uma rendibilidade anualizada de 9,1% no período em questão. Em termos de património, o fundo gere mais de 13 milhões de euros, com os títulos de dívida pública nacional e italiana a dominarem os maiores investimentos em carteira.

PPRs da Optimize em alta

Logo depois surgem três produtos geridos pela Optimize Investment Partners. Com ganhos anualizados de 7,1% vem o Optimize Capital Reforma PPR Moderado, seguido do  Optimize Capital Reforma PPR Acções com 7% de ganhos anuais ao longo dos últimos cinco anos. O outro fundo da entidade que surge na lista é o Optimize Capital Reforma PPR Equilibrado, que regista uma valorização de 6,1%. Todos estes produtos são geridos por Diogo Teixeira, gestor e administrador da entidade.

Invest AR PPR continua a ser o melhor fundo PPR nacional

Fora da análise da Associação encontramos o melhor fundo PPR do mercado português: o Invest AR PPR da Invest Gestão de Activos. O fundo é gerido por Paulo Monteiro e no período em questão regista ganhos anualizados de 17,3%. Sobre o mês de outubro, o gestor refere que fundo atingiu ganhos de 0,6%, devido ao “bom desempenho do mercado acionista”. Para o mês de novembro, Paulo Monteiro revela que “o fundo continuará a ser gerido com prudência, de forma a conseguir extrair valor num cenário de instabilidade e incerteza, marcado pelas eleições presidenciais nos EUA e pela perspetiva de subida das taxas juro pela Fed”.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas