Tags: Negócio | Ações |

Fundos nacionais alocam quase 900 milhões de euros a ações de mercados fora da UE


O mercado fora da UE é, no espectro das ações, o mais relevante dentro dos fundos nacionais. Algo que, claro, não introduz grande novidade, tendo em conta a dimensão que por si só o mercado acionista norte-americano compõe em termos genéricos. No final de agosto passado, os fundos mobiliários nacionais alocavam 881,9 milhões de euros a ações cujo destino de investimento é fora da UE, revelava recentemente a CMVM nos seus indicadores mensais dos fundos de investimento mobiliários. 

Captura_de_ecra__2019-09-18__a_s_15

 

Claro que do top 10 de ações mais representadas, nove tratam-se de títulos norte-americanos. Exceção feita ao título que lidera o interesse destes produtos, ex-aequo com a norte-americana Apple. A suíça Nestlé era no final de agosto a ação do mercado fora da UE que mais pesava nas carteiras, valendo no total dos fundos mobiliários nacionais 42,5 milhões de euros, tal como a tecnológica Apple.

No final do ano passado, contudo, era a tecnológica Microsoft que maior montante agregava por parte dos fundos mobiliários nacionais, nomeadamente 28,4 milhões de euros. Destacar, ainda, o facto de, por essa altura, o valor investido em ações fora da UE ser ligeiramente mais diminuto: 659,3 milhões de euros.

Notícias relacionadas

O Mais Lido