Tags: Negócio |

Fundos mobiliários perdem 33 mil participantes em 2012


Os fundos de investimento mobiliário (FIM) terminaram o ano passado com 862.011 participantes, o que corresponde a menos 33.855 que no último mês de 2011, quando totalizavam 895.866, de acordo com as séries longas estatísticas disponíveis no site da CMVM.

Entre as 11 categorias de fundos consideradas pela entidade de supervisão existem apenas três cujo número de investidores aumentou entre o final de 2011 e de 2012, as mesmas que registaram também um crescimento em Dezembro do ano passado face ao mês anterior.

Os fundos de tesouraria terminaram 2012 com 119.954 participantes, a subir face aos 117.390 de Novembro e aos 89.181 em Dezembro de 2011; é o terceiro maior número depois dos fundos de poupança reforma (235.353, a descer em termos mensais e homólogos) e aos fundos especiais de investimento (FEI). Nesta categoria, a tendência verificada tem sido também de crescimento; no ano passado, o número de investidores aumentou 31.273, ascendendo a 171.022 no final de Dezembro, valor que representa também uma subida de 2.731 face ao mês de Novembro.

No caso dos fundos de mercado monetário, 2012 terminou com 13.875 participantes, o que corresponde a um aumento de 1.285 face Novembro e a um número mais de duas e vezes e meia superior ao verificado em Dezembro de 2011, quando se situava em 4.993, de acordo com as mesmas séries estatísticas.

Relativamente às restantes categorias, a de fundos de acções nacionais tinha no final do ano passado 30.178 participantes (36.344 em Dezembro de 2011), a de fundos de acções estrangeiras 75.530 (88.458), a de fundos de obrigações 83.699 (97.346), a de fundos mistos 5.328 (8.087), a de fundos de fundos 33.077 (39.231) e a de fundos flexíveis 93.995 (124.893 em Dezembro de 2011), mostra a série longa publicada pela CMVM.

Notícias relacionadas