Fundos mobiliários encerram novembro a crescer quase 2%


O mercado de fundos mobiliários nacional terminou novembro em crescendo, o que augura – espera-se – crescimento deste sector nas contas de fecho do ano de 2019. Os dados da APFIPP mostram que em novembro o valor dos ativos geridos pelos F.I.M  tinha alcançado os 12.638,8 milhões de euros, o que reflete um crescimento de 1,9% face a outubro. Os mesmos números da Associação mostram também a boa forma deste sector desde o início do ano, já que o montante sob gestão subiu 12,6 milhões de euros no período. Nos últimos 12 meses, por sua vez, a evolução dos ativos cifra-se em 10,4%.

Captura_de_ecra__2020-01-02__a_s_15

Novo PPR/OICVM 

O mês de novembro foi o mês de constituição de um novo fundo, mais um produto de caráter PPR/OICVM, de nome BPI Reforma Global Equities PPR/OICVM. Foram liquidados, por outro lado, os fundos Caixagest Estrateégias Alternativas e o Caixagest Matérias Primas. Contas feitas, no final do período em análise o número de F.I.M que a APFIPP considera era de 155, menos um do que no mês anterior.

Proveniente da liquidação dos fundos referidos, conta a Associação, registaram-se saídas de 6,1 milhões de euros no mês em análise. As subscrições, por seu lado, ascenderam a 430,1 milhões de euros, enquanto que os resgates se cifraram em 266,4 milhões de euros. Desta forma, o penúltimo mês do ano trouxe um saldo positivo entre entradas e saídas de 157,7 milhões de euros. Também positivo é o saldo acumulado de subscrições menos resgates desde o início do ano, de 640 milhões de euros.

Captura_de_ecra__2020-01-02__a_s_15

Notícias relacionadas

O Mais Lido