Tags: Obrigações | Ações |

Fundos mobiliários com subscrições líquidas de 169,8 milhões


 

Os fundos de investimento mobiliário (FIM) tiveram subscrições líquidas positivas de 169,8 milhões de euros em Abril, resultado de entradas de dinheiro no montante de 1,03 mil milhões de euros e de saídas de 864,4 milhões.

De acordo com o relatório mensal divulgado pela APFIPP, o valor dos resgates foi influenciado pela liquidação de dois fundos no mês passado – o Caixa Fundo Rendimento Fixo III – FEI (por ter chegado ao termo do período de actividade) e o Raiz Poupança Acções -, “responsáveis pela saída de 65,5 milhões de euros”. Com estas duas liquidações, o número de fundos em actividade desceu 256 em Abril.

Por categorias de fundos, a que teve maior saldo líquido positivo no mês passado foi a de fundos especiais de investimento (FEI) de curto prazo (89,8 milhões de euros), seguindo-se a de fundo do mercado monetário euro (83,3 milhões de euros) e a de fundos de tesouraria euro (47,6 milhões de euros). A categoria de FEI de curto prazo lidera nas categorias com maior volume sob gestão, com um total de 2,21 mil milhões de euros, no final de Abril.

Quanto a sociedades gestoras, no mês passado a que teve maior saldo líquido de subscrições menos resgates foi a ESAF, com 112,7 milhões, aparecendo em seguida a Millennium BCP Gestão de Activos (35,3 milhões de euros) e a Caixagest (31,1 milhões de euros). No mês passado, a ESAF era a gestora com maior volume de activos sob gestão, totalizando 3,26 mil milhões de euros.

No final de Abril, o valor dos activos geridos pelos fundos de investimento mobiliário ascendia a 13,1 mil milhões de euros, o que representa um aumento de 1,1% face ao mês anterior e de 15,9% relativamente ao mesmo mês de 2012, de acordo com o relatório mensal divulgado pela APIFPP.

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido