Tags: Alternativos |

Fundos imobiliários com retorno negativo de 1,3% em 2012


Os fundos de investimento imobiliário (FII) portugueses tiveram um retorno total anual de -1,3% em Dezembro de 2012, o mais baixo registado pelo índice APFIPP/IPD, reflectindo o abrandamento económico.

Este desempenho marca a entrada do desempenho dos FII em terreno negativo e representa contracções de 1,9% face aos terceiro trimestre do ano passado e de 2,4% relativamente ao último mês de 2011, de acordo com o comunicado disponível no site da APFIPP.

Deste modo, os fundos de investimento imobiliário apresentaram uma ‘performance’ inferior à das outras classes de activos, nomeadamente das acções (MSCI Portugal) e das obrigações (índide de retorno das obrigações do Tesouro com maturidade de 7-10 anos publicado pela JP Morgan), que tiveram retornos totais de 3,4% e 66,3%, respectivamente, em 2012.

O comportamento dos FII no último trimestre do ano passado “reflecte o abrandamento quer na economia portuguesa quer na maioria das economias europeias em 2012”, refere António Gil Machado, director do IPD Portugal e Brasil, no comunicado, sublinhando que, “ainda assim, o imobiliário consegui ser um porto seguro de investimento, permitindo a estabilidade, em termos relativos, do seu valor”.

Por tipo de fundo, os imobiliários abertos tiveram um retorno total anual de -0,4% em Dezembro e os fechados registaram uma rendibilidade de -3,3%, quando comparado com o último trimestre de 2011.

No quarto trimestre do ano passado foram acrescentados quatro fundos à amostra monitorizada pelo índice, que é patrocionado pela PwC e integra 38 fundos, com um valor total de activos sob gestão de 6,9 mil milhões de euros (em Dezembro de 2012).

Notícias relacionadas