Tags: Alternativos |

Fundos imobiliários: as gestoras que se destacaram em fevereiro


O segmento imobiliário caiu no mês de fevereiro. O relatório da APFIPP - Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – relativo ao último mês confirma as conclusões do relatório da CMVM. “O valor do património imobiliário detido por Fundos de Investimento Imobiliário (inclui imóveis, participações em Sociedades Imobiliárias e Unidas de Participação de F.I.I.) totalizou 10.020,3 milhões de euros, o que representa um decréscimo mensal de 0,9%”, revela a nota informativa da associação.

Os sinais positivos estão no valor líquido global dos fundos que, em fevereiro, ascendeu a 9.127 milhões de euros, mais 0,1% do que em janeiro e mais 0,2% do que no início do ano.

GNB Gestão de Ativos consolida liderança

Tal como em janeiro, a GNB Gestão de Ativos lidera tanto em valor de património imobiliário, com 1.423 milhões de euros como em valor líquido global dos fundos, perfazendo 1.410 milhões de euros, o que configura um crescimento mensal de 0,5%.  

O segundo lugar do pódio é da Interfundos. É a entidade com mais fundos sob gestão, 39, com um património de cerca de 1.389 milhões de euros. Quanto ao valor líquido global, sofreu em fevereiro uma quebra de 1,8%, fixando-se nos 1.287 milhões de euros.  A fechar o trio das gestoras com um património gerido superior a mil milhões de euros está a Fundger. A entidade do grupo Caixa Geral de Depósitos terminou fevereiro com 1.146 milhões de euros em património e com um valor líquido sob gestão de 954 milhões de euros.

De acordo com a nota divulgada, estas três sociedades gestoras são as únicas que passam a barreira do milhão de euros de património imobiliário. Veja na tabela abaixo as 10 entidades nacionais que gerem mais património no segmento. 

gestora

Fonte: APFIPP, fevereiro de 2017

As sociedades gestoras que mais cresceram

“Aquela que mais cresceu, em fevereiro, em termos percentuais, foi a Gesfimo”, pode ler-se na nota informativa da APFIPP. A gestora cresceu 3,6% (5,3 milhões de euros). Se falarmos em valores absolutos, é a Square Asset Management que regista o maior aumento, com 11,5 milhões de euros (1,3%).

Note-se que, tal como Funds People já tinha noticiado, o fundo especial de investimento imobiliário Terra – FEIIF, que estava sob a alçada da Atlantic, foi liquidado. Não tendo sido lançado qualquer novo fundo de investimento imobiliário, no final de fevereiro o número de fundos em atividade, geridos por gestoras associadss da APFIPP, diminui de 201 para 200.  

Notícias relacionadas

O Mais Lido