Tags: Alternativos |

Fundos imobiliários: as entidades que mais cresceram em janeiro


O valor líquido global dos fundos imobiliários avançou no primeiro mês de 2017. Mas a nota informativa da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP –, referente ao mês de janeiro, mostra também que “o valor do património imobiliário detido por Fundos de Investimento Imobiliário (inclui imóveis, participações em Sociedades Imobiliárias e Unidades de Participação de F.I.I.) totalizou 10.112.2 milhões de euros, o que representa um decréscimo mensal de 0,6%”.

Três entidades gerem mais de mil milhões de euros

De acordo com a nota divulgada, três sociedades gestoras passam a barreira do milhão de euros de património imobiliário: a GNB – SGFII, com 1.478 milhões de euros, a Interfundos, com 1.394 milhões de euros e a Fundger, com 1.157 milhões de euros. A completar o top 5 das maiores entidades estão a Square Asset Management, administrada por Pedro Coelho, e a Profile Investment Managers (ex-Banif Gestão de Activos), com 522 e 515 milhões de euros, respetivamente. 

Já no que diz respeito ao valor líquido global dos fundos, “o primeiro lugar pertence à GNB - SGFII, com 1.403,0 milhões de euros, que se traduz numa quota de 15,4%. Logo em seguida, vêm a Interfundos, com 1.311,9 milhões de euros e uma quota de 14,4%, e a Fundger, com 961,4 milhões de euros e uma quota de 10,5%.”, pode ler-se na nota da APFIPP. Note-se ainda que estas três entidades representam, em conjunto, 40,3% da quota do valor líquido sob gestão.

As entidades que mais cresceram

A sociedade gestora que mais cresceu, em janeiro, em termos percentuais não figura no top 5, nem sequer no top 10, das entidades com maior valor líquido sob gestão. Está no 13º posto e registou um aumento de 5,6% (13,5 milhões de euros) desde o início do ano. Trata-se da Gef, que tem uma carteira com 6 fundos e um património imobiliário de 271 milhões de euros. Em valores absolutos, foi a Square Asset Management a entidade que mais cresceu, com uma variação positiva de 1,8% (o equivalente a 14,8 milhões de euros.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente