Tags: Gestores | Negócio |

Fundos especiais de investimento imobiliário foram os que mais cresceram em outubro


Em queda desde agosto, os fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) voltaram a crescer em outubro, tendo registado o maior aumento (3,4%) deste período, para um valor de 2.621,1 milhões de euros. Os fundos de investimento imobiliário (FII) também cresceram 0,5%, para 7.843,3 milhões de euros de montante investido, enquanto os fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI) caíram 0,1%, para os 501,3 milhões de euros, tendência que têm vindo a registar desde junho deste ano.

Tendo em conta estes valores, de acordo com a CMVM, em outubro de 2017 verificou-se portanto uma evolução positiva em toda a linha: no valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário, fundos especiais de investimento imobiliário e dos fundos de gestão de património imobiliário, total que se fixou nos 10.965,7 milhões de euros, mais 127,3 milhões (1,17%) do que em setembro.

s

Fonte: CMVM, outubro de 2017

O investimento efetuado em imóveis situados na União Europeia decresceu em outubro, tanto dentro dos fundos de investimento imobiliário abertos, onde diminuiu 1,5%, como no que toca aos fechados, com menos 0,3% face a outubro. O setor industrial foi o que registou melhores valores para fundos abertos e fechados, com um crescimento de 5,5% nos FII e FEII e 9% nos fundos de investimento imobiliário fechados.

A Interfundos voltou a ser a sociedade gestora com maior quota de mercado, posição que mantém há já vários meses consecutivos. Em outubro detinha 15,3% de quota de mercado, mais 1,48% do que em setembro, e com um total de 39 fundos sob gestão. A Norfin (com 12,7% de quota e 18 fundos sob gestão) e a Fundger (com 9,4% de quota e 20 fundos sob gestão) encontram-se na segunda e terceira posições, respetivamente.

s

Fonte: CMVM, outubro 2017

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido