Tags: Negócio |

Fundos e seguros são centrais no plano estratégico do BPI até 2021


Divulgado esta semana, o plano estratégico do banco BPI para o período de 2019 a 2021 tem o lema de “criar valor com valores”, assentando em cinco prioridades: aumentar a rentabilidade, melhorar a experiência do cliente, desenvolver o capital humano, incrementar a eficiência operacional e consolidar a reputação do Banco.

Para tal, o banco propõe-se cumprir com a missão de “contribuir para o bem-estar financeiro” dos clientes e de se “assumir como uma referência na banca socialmente responsável, assente nos princípios da confiança, qualidade de serviço e compromisso social”.

De entre as prioridades estratégicas, destaca-se “assegurar um crescimento sustentado da rentabilidade, fundada na expansão da banca de empresas e negócios, crédito ao consumo, crédito à habitação e comercialização de produtos de aconselhamento financeiro, em que se incluem os fundos e os seguros”.

Também no que se refere ao aumento da eficiência, o banco destaca o objetivo de “simplificação, digitalização e gestão centralizada de processos, concentrando exclusivamente as equipas comerciais no serviço ao cliente e na comercialização e aconselhamento de produtos financeiros”. De realçar também o objetivo de crescimento de 3% dos recursos de clientes, “com destaque para os recursos fora de balanço”, nomeadamente fundos e seguros.

“Estamos completamente focados em crescer em Portugal, em disponibilizar crédito às empresas e às famílias e em prestar o melhor aconselhamento nos seus investimentos e poupanças”, afirmou Pablo Forero, CEO do banco na apresentação do plano em Londres.

Notícias relacionadas

O Mais Lido