Tags: Pensões |

Fundos de pensões crescem 6,6% em 2017


O mercado dos fundos de pensões vivenciou, durante o ano de 2017, um crescimento no montante gerido e no número de fundos sob gestão. Segundo a Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF), o valor sob gestão de fundos de pensões ascendeu a 19,7 mil milhões de euros, o que traduz num acréscimo de 6,6% face ao final de 2016.

x

Fonte: ASF, dezembro de 2017

Os fundos fechados foram os que mais contribuíram para este valor, com 17 641 milhões, seguidos dos abertos que excluem os PPR e PPA, com 1 511 milhões de euros. Já os PPR registaram 540 milhões de euros neste período, enquanto os PPA se cingiram aos dois milhões. Estes valores são também explicados pelo número de fundos que cada categoria integra: fechados com 140, abertos (excluindo PPR e PPA) com 55, em cogestão são quatro, PPR com 27 e PPA com dois.

Em 2017, extinguiram-se dois fundos de pensões fechados e, no mesmo período, assistiu-se à constituição de três fundos de pensões fechados, dois abertos e dois PPR. Destes movimentos resultou um aumento de cinco fundos de pensões sob gestão face ao ano anterior.

x

Fonte: ASF, dezembro de 2017

Entre as entidades gestoras de fundos de pensões, as sociedades gestoras apresentam-se em maior número (dez), mas as empresas de seguros encontram-se muito próximas (nove). No entanto, foram as empresas de seguros que mais cresceram face a 2016, na ordem dos 8,3%, como tem vindo a acontecer nos últimos anos, e com 3 405 milhões sob gestão. As sociedades gestoras registaram 16 289 milhões e cresceram 6,3% em 2017, cenário positivo em comparação com o que havia acontecido no ano passado, quando apresentada uma queda de -0,1%.

x

Fonte: ASF, dezembro de 2017

No ranking das entidades gestoras de fundos de pensões, mantiveram-se as posições relativas das primeiras cinco entidades, que concentram cerca de 81% do volume total de montantes geridos. Assim, a Ocidental Pensões ficou no primeiro lugar com 5 094 176 milhões de euros sob gestão, seguido da CGD Pensões, com 3 440 207 milhões, e a BPI Vida e Pensões, com 2 418 262 milhões. Porém, a Crédito Agrícola Vida foi a que mais cresceu face ao ano anterior, com uma subida de 14,3%.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente