Tags: Pensões |

Fundos de pensões com rendibilidade positiva no primeiro trimestre


Os fundos de pensões portugueses tiveram em Março uma rendibilidade mediana estimada de 0,8%, o que eleva o retorno desde início do ano para 1,7%, um desempenho que ficou a dever-se maioritariamente ao desempenho das acções, revela a Mercer.

No mês passado, a rendibilidade das acções foi de 1,9% (8,6% desde início do ano), enquanto a da componente de obrigações situou-se em 0,5% (0,6% desde início do ano), de acordo com o comunicado da consultora.

Durante Março "houve uma série de factores com impacto positivo e negativo na 'performance' dos mercados accionistas" e o resultado final "acabou por reflectir o impacto dos factores positivos, tal como os dados económicos relativos ao crescimento da economia norte-americana e algum entendimento para a resolução do problema de Chipre", destaca Rui Guerra, 'partner' da Mercer, na referida nota.

No que se refere ao mercado de obrigações, o Banco Central Europeu e a Reserva Federal norte-americana mantiveram as taxas de juro e, acrescenta, "a valorização positiva das obrigações euro adveio da ligeira redução das 'yields' para as diferentes maturidades, mais acentuada nas mais longas".

Notícias relacionadas

O Mais Lido