Tags: Ações |

Os fundos de investimento com maior exposição ao BPI


Com as ações suspensas em mercado desde dia 8 de abril, o Banco BPI atravessa um período de indefinições relativamente ao futuro da sua estrutura acionista. No fim de semana, um acordo encarado como final com a Santoro Finance de Isabel dos Santos foi revertido, e o CaixaBank voltou à carga com uma nova oferta pública de aquisição (OPA) sobre o capital que ainda não controla da instituição financeira, condicional na remoção do limite de 20% nos direitos de voto (remoção prevista no diploma que o Presidente da República promulgou esta segunda-feira).

Toda esta dinâmica deixa os investidores expectantes relativamente à reação do mercado aquando do regresso do título à negociação: não só os investidores diretos, mas também os investidores em fundos de investimento com exposição significativa ao título. 

Com base em dados da Morningstar Direct, os 15 produtos de investimento com maior exposição acionista ao Banco BPI estão compilados na tabela abaixo. Embora a maior exposição percentual bruta pertença ao Santander PPA FIMA, é o Santander Acções Portugal FIMA, gerido por Diogo Pimentel da Santander Asset Managementque, com 7.623.181 ações do Banco, apresenta uma maior exposição absoluta. Adicionalmente, o último portefólio registado na base de dados da Morningstar apresenta um aumento de 3.388.512 ações face ao portefólio anterior. Em terceiro e quarto lugares, em termos de exposição relativa, estão os fundos Caixagest Ações Portugal FIMAA e Caixagest PPA FIMAA, da Caixagest, com pouco mais de 8% de exposição bruta ao título. 

Fundos de investimento com maior exposição ao Banco BPI 

Captura_de_ecra__2016-04-18__a_s_17

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido