Tags: Negócio |

Fundos de investimento do Santander Totta com ligeiro decréscimo em Março


 

Os fundos de investimento mobiliário ascenderam, no final do primeiro trimestre deste ano, a 2.071 milhões de euros, o que corresponde a um decréscimo de 0,1%  face ao período homólogo de 2012 e a um aumento de 7,3% em comparação com o final do ano passado, divulgou o Santander Totta.

“Ao longo do primeiro trimestre, a actividade da Santander Asset Management centrou-se na dinamização da actual gama de fundos”, sendo que, “com o crescimento verificado, desde o início do ano, em termos de volumes, foi possível assistir a uma melhoria da eficiência em termos de gestão”, refere a instituição financeira, no comunicado de resultados trimestrais.

Em termos totais, os recursos fora de balanço do balanço – que incluem ainda seguros e outros recursos, no montante de 4,22 mil milhões -, situaram-se em 6,3 mil milhões de euros, o que corresponde a um decréscimo homólogo de 10%.

No que concerne ao desempenho da área de gestão de activos, até final de Março o banco destaca as subscrições líquidas totais de 152 milhões de euros, “em particular no fundo Multitesouraria, que representa cerca de 80% do total de subscrições (124 milhões de euros) e apresenta um crescimento de volumes de 106% no ano”. Em termos de rendibilidades, no final dos primeiros três meses do ano, e para um período de 12 meses, “todos os fundos apresentavam genericamente rendibilidades positivas”.

A quota de mercado dos fundos de investimento mobiliários, geridos pela Santander Asset Management, registou uma melhoria face ao final do ano passado, tendo aumentado para 11,7% de 11,0%, é ainda referido no comunicado de resultados.

Empresas

Notícias relacionadas