Fundos de acções nacionais regressam ao ‘top’ das 10 melhores rendibilidades


O ‘top ten’ semanal das 10 maiores rendibilidades efectivas anuais, divulgado pela APFIPP, voltou a ter representados fundos da categoria de acções nacionais, na semana termina a 12 de Abril.

O Espírito Santo Portugal Acções, gerido pela ESAF, apresentava um retorno de 24,6%, ocupando o oitavo lugar no ‘top ten’; o fundo tem 15,2 milhões de euros sob gestão e pertence à classe de risco 5.

Além deste está ainda na lista das 10 maiores rendibilidades efectivas anuais, ocupando a última posição, o Santander Acções Portugal, gerido pelo Santander Asset Management, com um retorno de 23,1% a 12 de Abril; este fundo tem um montante sob gestão de 76,2 milhões de euros e pertence à classe de risco 6.

Este ‘top ten’, divulgado semanalmente pela APFIPP, continua a ser liderado pelo Caixagest Mix Emergentes – FEI (classe de risco 4), que tinha um retorno de 40,2% e 9,9 milhões de euros em activos geridos. Seguem-se, na lista, quatro fundos geridos pela ESAF – Espírito Santo Obrigações Europa (35%), Espírito Santo Rendimento Fixo IX (31,8%), IV (31,6%), VII (30,2%) -, o Montepio Euro Healthcare (28,1%), o Caixagest Super Memory (27,1%) e, na nona posição (entre os dois fundos de ações nacionais), o Montepio Taxa Fixa (24,3%), de acordo com o mais recente ‘top ten’ semanal, divulgado pela APFIPP.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido