Tags: Negócio |

Fique em casa e salve o mundo


(TRIBUNA de Andreas Fruschki, Diretor de Investimento Temático da Allianz Global Investors (AllianzGI). Comentário patrocinado pela Allianz Global Investors (AllianzGI).)

Ao longo do atual caos no mercado, dois temas fortes estão a sobressair nos fundos temáticos. Com cada vez mais países a limitar a livre circulação e a confinar as populações às suas casas, o tema dos temas “Fique em Casa” ganha atenção crescente. À medida que o distanciamento social se torna a estratégia em foco para tentar conter a propagação do vírus, qualquer atividade em casa tem agora uma maior procura e experiencia um vento de cauda (tailwind). Este tipo de fundos possui uma variedade de temas e tópicos que se encaixam no tema dos temas “Fique em casa”: Educação, Desporto na Vida Digital e a Economia de Animais de Estimação.

Dentro do tema Educação, o principal foco está na tecnologia educacional e na aprendizagem online. A crise já provocou um boom na aprendizagem online. O fecho dos campus universitários na China, mas também em outros países como o Japão e agora a Europa, exige a entrega online de cursos e conteúdos. Ao invés de anular o semestre atual, as instituições apressaram-se a desenvolver e a lançar aulas online obrigatórias. Só no ensino superior na China, isso afetou cerca de 30 milhões de estudantes em 3.000 instituições. Registaram-se os óbvios problemas iniciais (microfones em silêncio durante palestras online, outras pessoas a entrar em transmissões de vídeo ao vivo e até grandes plataformas de conferência a colapsar devido à procura esmagadora). No entanto, o ensino à distância chegou e veio para ficar.

Ao mesmo tempo que a Fórmula 1 cancelava o Grande Prémio da Austrália no fim de semana, os fãs e até o piloto de F1 da Red Bull, Max Verstappen, competiam num Grande Prémio da Austrália virtual online. Derrotado pelos pro-gamers, Verstappen ficou em 11º lugar. "The Race All-Star Esports Battle" foi transmitido em plataformas populares de streaming e contou com milhões de espectadores, chegando ao topo das mais populares competições desportivas, incluindo a League of Legends e o Call of Duty. Na plataforma de streaming Twitch, o evento teve mais espetadores do que qualquer outra liga desportiva. A corrida virtual teve uma audiência online mais alta do que qualquer corrida regular de F1 na Sky TV do Reino Unido. Com todos os tipos de desportos da “vida real” a ser progressivamente desligados, o entretenimento online, em especial o desportivo, prende a atenção. As pessoas envolvem-se tanto como jogadores ativos e como espetadores. Em Itália, a Telecom Italia registou um aumento de 70% no tráfego da Internet, atribuindo isto principalmente a jogos online como o Fortnite.

Finalmente, presas em casa, as pessoas recorrem aos seus animais de estimação para se confortarem em tempos enervantes. É sabido que a maioria dos proprietários de animais de estimação tem um vínculo estreito com eles, vendo-os como membros da família. É provável que esse vínculo se torne ainda mais próximo durante uma crise como esta. Em resultado disso, os "pais de animais de estimação" podem mimar ainda mais os seus animais de estimação e tornarem-se mais conscientes com o bem-estar dos seus animais de estimação, o que beneficia os prestadores de cuidados de saúde.

A nossa premissa de base permanece que a crise atual é temporária, embora a sua duração e a sua extensão permaneçam amplamente desconhecidas. O atual boom do tema "Fique em casa", referido acima, pode perder momentum quando a necessidade de confinamento das pessoas for removida. No entanto, o uso e a aceitação mais difundidos durante a crise vão provavelmente fornecer ventos de longo prazo (tailwinds) à medida que essas soluções se vão tornando parte da vida diária das pessoas.

É exatamente o contrário para o segundo tema dos temas, “Salve o Planeta”. Aqui, a crise atual resulta em ventos contrários de curto prazo, que, de forma alguma, alteram as necessidades de longo prazo. Os temas Água Limpa e Terra e Energia de Próxima Geração, voltados essencialmente para o ar limpo, representam esse tema entre os temas na carteira.

O bloqueio da China durante o pico das medidas de contenção de vírus resultou numa grande melhoria da qualidade do ar. Segundo o Ministério da Ecologia e Ambiente da China, o número de dias com “boa qualidade do ar” aumentou 21,5% em fevereiro face ao ano anterior. Imagens de satélite documentam a redução drástica da poluição do ar nas principais cidades chinesas, à medida que o tráfego de veículos foi diminuindo e as fábricas fechando. O tráfego aéreo doméstico na China caiu 70%. Melhorias semelhantes na qualidade do ar foram também registadas em Itália.

No entanto, a muito bem-vinda melhoria ambiental pode vir a ter vida curta. O efeito pode desaparecer rapidamente assim que as pessoas puderem sair do confinamento e começar a trabalhar novamente. De facto, pode haver não apenas um regresso aos níveis anteriores, mas podemos assistir a um efeito a que um cientista chamou de "poluição por vingança". A história fornece um exemplo impressionante: para mitigar a crise económica em 2008/09, a China embarcou num amplo estímulo fiscal. A maior parte desse estímulo foi para projetos de larga escala em infraestruturas. Como resultado, a poluição ambiental aumentou significativamente nos anos seguintes. Posteriormente, o governo chinês lançou o primeiro plano nacional de combate à poluição do ar em 2013.

Com a economia global agora encerrada, as pressões ambientais podem diminuir temporariamente. No entanto, é muito claro que esta é apenas uma solução de curto prazo e não permanente para os problemas que envolvem água limpa, terra e ar; voltarão a estar ainda mais em foco quando a atual crise diminuir. A pressão vai ser intensificada à medida que os governos tentarem impulsionar as suas economias. No entanto, isso não precisa de ser necessariamente uma contradição, já que alguns dos próximos estímulos fiscais podem ter como alvo as soluções "Salvar o Planeta" e, assim, alcançar simultaneamente os objetivos de estímulo económico e de proteção ambiental. Isto parece um bom presságio para as empresas nos temas Água Limpa e Terra e Energia de Nova Geração.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas