Tags: Ações | EUA |

Findo o primeiro trimestre: os fundos mais rentáveis a um ano


Os três fundos que lideram a tabela dos dez mais rentáveis no último ano mostraram, em 2018, retornos que não ultrapassavam os 1,10%. Exatamente este valor apresentava o Montepio Euro Energy, sendo também o fundo mais rentável de ações do ano que passou. Três meses depois, o 10º fundo português com maior rentabilidade apresentava um retorno de 12,39%, a um ano. Aqui se vê a importância da janela temporal na análise do sucesso destes produtos, mas também a relevância que é colocar os retornos sob perspetiva e julgar o talento dos gestores pelos seus resultados a um prazo coerente com as suas abordagens de investimento. 

De facto, desde o momento de capitulação do mercado no final de dezembro de 2018, os diversos mercados financeiros encetaram uma recuperação que levou a que a grande maioria dos investidores que mantiveram a cabeça fria e não se assustaram com as quedas ganhassem de volta a quase totalidade das perdas realizadas no último trimestre do ano. 

Em primeiro lugar surge o fundo Blockbuster e Consistente Funds People, Caixagest Ações Líderes Globais. Esta estratégia de convicção investe em ações de empresas com negócios robustos e marcas fortes e é gerida pela Caixagest. Atinge, no período de um ano que termina em março de 2019, um retorno de 22% com uma volatilidade de 12,67%. 

Segue-se o BPI América (unhedged) com um retorno de 17,25%. O fundo da BPI Gestão de Activos aposta de forma diversificada no mercado norte-americano, privilegiando a exposição a empresas de bens de consumo não cíclico, tecnologia e sector financeiro. 

O Montepio Euro Energy, o fundo que fechou 2018 com a melhor rentabilidade entre os fundos de ações aparece neste ranking com um retorno de 16,77% e uma volatilidade na ordem dos 14,5%. Sobre o comportamento no ano passado, Victor Saraiva, gestor do fundo, comentava à Funds People que este “refletiu a turbulência vivida no sector energético nesse mesmo período. Em termos históricos, a forte recuperação dos preços do petróleo bruto desde os primeiros meses de 2016 influenciou o desempenho positivo do fundo, da mesma forma que a forte correção, em descida, dos preços nos últimos 3 meses de 2018, influenciaram a sua performance negativa”. Em 2019, o fundo capitalizou no melhor sentimento do mercado que impactou os mercados de ações, mas também o preço do barril de petróleo. 

Na tabela, surgem principalmente estratégias de ações americanas ou com grande exposição a ações dos EUA, mas também o fundo misto Consistente Funds People Eurobic Brasil, da Dunas Capital.

Captura_de_ecra__2019-04-03__a_s_16

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas