Fidelity Iberia um fundo que "privilegia a qualidade"


Este fundo de acções Espanha, categoria Morningstar, foi lançado há mais de vinte anos, tendo um rating 'silver' atribuído por esta empresa de análise e sob gestão 100,59 milhões de euros. A unidade de participação vale 43,69 euros (dados de 17 de Setembro da Morningstar) tendo sido a rendibilidade do Fidelity Iberia, no último ano, de 13,17% e nos últimos dez anos de 8,82%.
 
A carteira do fundo apresenta um grande peso em acções da zona euro (98,74%) e os três sectores com maior exposição no final de Julho, segundo dados disponíveis na Morningstar, eram o sector do consumo defensivo (15,39%), a energia (13,57%) e o consumo ciclico (1,56%).
 
As cinco principais posições, 31 de Julho, de acordo com a Morningstar, eram Banco Santander, BBVA, Amadeus IT Holding, Galp Energia e Inditex. À parte de empresas deste tipo, Firmino Morgado assinala a existência de “pedras preciosas” por descobrir, empresas sem dívida ou com uma alavancagem gerível que que geram liquidez suficiente para financiar a sua expansão e crescimento em mercados internacionais, como Grifols (com uma forte exposição aos EUA). “É possível encontra-las mas não é fácil. Os mercados as vezes têm uma visão diferente da minha e eu não compro em 'rallies' como aquele que estamos presenciando”, assegura o gestor do fundo.


Na análise feita ao fundo por Javier Sáenz de Cenzano, da Morningstar, em Março de 2012, este destaca que "o foco da carteira está em empresas exportadoras que não estão muito expostos ao ciclo doméstico. Por outro lado, o número de acções diminuiu de cerca de 65 há doze meses atrás, para 45 (Fevereiro 2012). O peso em Portugal não tem variado muito e é de cerca de 15%. Algumas novas acções em carteira são Portugal Telecom (Morgado gosta do rendimento de dividendos e fluxo de fluxo de caixa, bem como a exposição ao Brasil), a EDP e Prosegur. O gestor do fundo correspondeu às expectativas e, nos últimos tempos, o fundo superou significativamente a categoria e o 'benchmark' interno (80% MSCI Espanha NR e 20% MSCI Portugal NR) em 2011 e até agora em 2012 (a partir do final de fevereiro)".

Notícias relacionadas

O Mais Lido