“Ficção e Fabricação”: uma exposição para explorar no MAAT


A exposição “Ficção e Fabricação: Fotografia de Arquitetura após a Revolução Digital”, inaugurada na passada segunda-feira, está patente no Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT) até 19 de agosto. Esta exposição, sob a curadoria de Pedro Gadanho e Sérgio Fazendo Rodrigues, reúne cerca de 68 obras de quase 50 artistas que constroem e manipulam imagens feitas a partir de objetos e espaços arquitectónicos e está patente no MAAT.

Esta mostra pertente assinalar os 30 anos da invenção do Photoshop e da invasão das ferramentas digitais na produção fotográfica e foca-se no imaginário da arquitetura como tema fulcral de uma prática expandida da fotografia na arte contemporânea. Entre os artistas com obras expostas destacam-se os portugueses, Edgar Martins, André Cepeda, Tatiana Macedo, Rita Sobral Campos e Teresa Braula Reis.

Nesta exposição poderá também ver obras de várias coleções privadas e institucionais, por exemplo, do Museu Reina Sofia, de Madrid, da Coleção de Arte da Fundação EDP e mais de 20 obras provenientes da Coleção de Fotografia Contemporânea do Novo Banco. 

A exposição “Ficção e Fabricação” está patente até 19 de agosto na Galeria Principal do MAAT, em Lisboa. O bilhete custa 5€ e por 7€ poderá ter uma visita-diálogo com Sérgio Fazenda Rodrigues, um dos curadores da exposição. O museu está aberto entre as 11h e as 19h todos os dias, excepto às terças-feiras.

O Mais Lido