Tags: ETF |

Os ETFs que dominaram em janeiro


14932483081_b1b025c304_zJoão Graça garante que, no último mês, o posicionamento em ETFs demonstrou “uma crença quase total na valorização de mercado” e que a alavancagem continua a ser “a principal solução de investimento” dos clientes do ActivoBank. Na sua generalidade, os investidores na plataforma utilizam os ETFs “como investimentos de curto prazo, muitos inclusive são intraday”, adianta. Relativamente aos mercados emergentes, a China continua a ser a principal opção e, a nível europeu, a Alemanha. “Acredita-se que tenham um dinamismo económico próprio de alguma forma imune a eventos sociopolíticos de 2017”, justifica o profissional.  
Em rutura com meses anteriores, este início do ano é marcado pela seleção de setores específicos a ganhar “maior preponderância no top 10 de negociação”. Também os setores de real-estate “ganharam uma nova vida com a chegada de Trump ao poder e a fazer fé na sua proposta eleitoral poderão beneficiar das suas políticas”. De acordo com o ActivoBank e, tal como em dezembro, o ETF que dominou foi o Lyxor ETF LevDax. 

14932483081_b1b025c304_zNo Banco Best, Carlos Almeida revelou à Funds People que, quanto aos ETF mais negociados em janeiro, a liderança pertence ao iShares Core MSCI World UCITS ETF USD (Acc) EUR, “que procura acompanhar o desempenho de um índice constituído por empresas dos países mais desenvolvidos do mundo”.
Do terceiro posto no mês passado, subiu agora para o segundo lugar o iShares S&P 500 EUR Hedged UCITS ETF (Acc), um ETF que tem como propósito o investimento nas 500 maiores companhias dos EUA, “sendo que este produto com a componente hedged permite o investimento a 100% no mercado americano com a cobertura do risco cambial”, alerta o diretor de investimentos do Banco Best. Logo a seguir ficou o iShares J.P. Morgan $ EM Bond EUR Hedged UCITS ETF (Dist), que “além da componente de distribuição, é também um produto que visa acompanhar as obrigações de países emergentes, mas com a cobertura cambial para reduzir o impacto das flutuações das moedas base dos constituintes face à moeda do fundo”, revela Carlos Almeida. A fechar o top ficou o iShares EURO STOXX 50 UCITS ETF (Dist) e o iShares Euro Government Bond 15-30yr UCITS ETF EUR, em quarto e quinto lugar, respetivamente. 

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido