Tags: Gestores |

Estratégia Global Stars Equity da Nordea: duas equipas + uma missão = rentabilidade e responsabilidade


A procura por soluções de ASG está no auge. Em 2018, foram atribuídos mais de 4 biliões de euros em ativos geridos na realização de resultados sustentáveis para a economia do futuro. Face à evidência cada vez maior de que os fatores ambientais, sociais e de bom governo (ASG) podem ter um impacto na rentabilidade a longo prazo, cada vez mais empresas consideram que os investimentos responsáveis são um aspeto importante para a sua atividade. A estratégia Global Stars Equity da Nordea Asset Management (NAM) é apenas uma das soluções de ASG completamente integradas do gestor de ativos que responde às necessidades dos investidores responsáveis. A estratégia faz parte da gama STARS da NAM, um conjunto de soluções dirigidas a oferecer rentabilidade e responsabilidade, ao mesmo tempo que gera um impacto positivo no mundo.

Para conseguir uma autêntica integração dos fatores ASG, os gestores de carteira da equipa de ações fundamentais da NAM colaboram estreitamente com a equipa de investimento responsável interno da NAM. A equipa de ações fundamentais leva a cabo uma análise fundamental, enquanto a equipa de investimento responsável apoia a equipa gestora no momento de obter informação mais exaustiva do fundo em termos de ASG. As equipas estão perfeitamente integradas, já que a análise ASG faz parte integral das avaliações estratégicas realizadas pelos gestores de carteira e todos os fundos STARS dispõem de uma especialista ASG que trabalha em conjunto com a equipa de investimentos. “A análise de ASG ajuda-nos a entender perfeitamente o risco do modelo empresarial individual, mesmo tratando-se de um provedor de saúde ou de uma empresa de segurança automóvel”, refere Johan Swahn, gestor de carteira da estratégia Global Stars Equity da Nordea. “Estamos convencidos de que a análise ASG nos ajudará a escolher melhor os investimentos com o tempo”.

Cada valor da estratégia ganha a sua posição no fundo por mérito próprio, tanto do ponto de vista fundamental como do de ASG. O posicionamento geral da estratégia é o resultado da seleção de valores concretos, pelo que se podem registar importantes desvios em relação ao índice que o fundo pode aproveitar. Swahn supervisiona atentamente o posicionamento do fundo para evitar riscos imprevistos resultantes de uma concentração sectorial ou regional. Também tem em conta as questões chave de ASG de cada sector identificados pela equipa de investimento responsável.

“Os fundos STARS da Nordea selecionam proactivamente empresas de ASG de alta qualidade com o objetivo de identificar os vencedores do futuro que acreditamos que têm modelos empresariais sustentáveis e a capacidade para levar a cabo a sua atividade de forma responsável em relação às suas partes interessadas: empregados, provedores, clientes, investidores e a sociedade em gera”, indica Marjo Koivisto, codiretor de investimento responsável da NAM. “Insistir nos fatores de ASG pode ajudar a oferecer melhores rentabilidades ajustadas ao risco”.*

O conceito STARS utiliza um modelo de qualificação de ASG próprio, e os fundos só investem em empresas que cumprem os padrões de ASG e da NAM. Cada empresa potencial recebe uma pontuação em termos de ASG baseada numa análise exaustiva realizada pela equipa de investimento responsável. Só as empresas que obtêm uma qualificação de B ou superior (numa escala de A a C) se consideram aptas para investimento. A informação  compilada pela análise ASG pode ajudar a identificar riscos e oportunidades que não se encontrem refletidos no preço das ações. Isto permite aos gestores de carteira identificar empresas capazes de oferecer valor sustentável a longo prazo para os acionais e oferece a oportunidade de poder superar o índice de referencia.

Todas as equipas colaboram para fomentar a mudança nas empresas impulsionando o seu compromisso através de visitas aos locais e reuniões em torno de temas específicos de ASG. Quando a NAM deseja melhorar a gestão dos riscos de ASG de uma empresa, abre um processo de interação em que estabelece metas e revê  o avanço da empresa. As mais de 150 visitas por ano que realizam a empresas demonstram que para a NAM a interação é uma forma de preservar e melhorar o valor a longo prazo para os acionais, assim como gerar um impacto positivo no conjunto da sociedade.

O rendimento superior à média da estratégia Global Stars Equity da Nordea do ano passado demonstra o crescente impacto de ASG nas carteiras de investimento e o quão bem colaboram as equipas da NAM.

A estratégia situou-se no quadrante superior face aos seus homólogos em 2018 e desde a sua criação, segundo a Morningstar.  “O nosso foco exclusivo em integrar fatores de ASG na análise fundamental é um método que nos deu frutos”, refere Swahn. “Os resultados colhidos em 2018 animam-nos para continuar a trabalhar arduamente para integrar o ASG no nosso processo de investimento”.

*Não oferecemos nenhuma garantia de que se conseguirá o objetivo do investimentos, rentabilidade e resultados de estrutura de investimento.

Nordea Asset Management é o nome funcional do negócio de gestão de ativos conduzido pelas seguintes entidades legais: Nordea Investment Funds S.A. e Nordea Investment Management AB (“as Entidades Legais”) e as suas sucursais, subsidiárias e escritórios de representação. Este documento tem o objetivo de prover o leitor com informação sobre as capacidades específicas da Nordea.Este documento (ou qualquer visão ou opinião expressa no mesmo) não representa um conselho de investimento nem uma recomendação de qualquer produto financeiro, estrutura de investimento ou instrumento, para entrar ou sair de certa transação ou para participar em qualquer estratégia de trading. Tal só poderá ser feito através de um Offering Memorandum, ou através de um contrato similar. O presente documento não poderá ser reproduzido ou divulgado sem autorização prévia. © As Entidades Legais aderentes à Nordea Asset Management e todas as suas sucursais, subsidiárias e escritórios de representação.

Empresas

Notícias relacionadas

 Cumprir a palavra em matéria de ESG

Tribuna de opinião de Laura Donzella, responsável de Vendas para Península Ibérica e América Latina da Nordea Asset Management. Comentário patrocinado pela Nordea Asset Management, com cinco perguntas que devemos colocar-nos antes de eleger o nosso parceiro ESG.

O Mais Lido