Tags: Negócio |

Esta semana vou estar de olho... nos resultados, indicadores económicos e Bancos Centrais


(O 'Esta semana vou estar de olho em...' desta semana é da autoria de Raul Póvoa, da gestão de ativos do Banco Invest)

Apesar de a semana dar inicio ao mês de Agosto, esta promete ser bem preenchida com o foco dos investidores centrado no anúncio de relevantes dados económicos. Aguardamos para compreender se vão apresentar a resiliência necessária para continuar o bom comportamento das últimas semanas.

Assim, vamos estar atentos aos vários indicadores económicos nomeadamente ao indicador de confiança nos Estados Unidos da América (EUA) e Zona Euro, Produto Interno Bruto da Zona Euro, aos indicadores ISM Manufacturing e Non -Manfacturing de Julho nos EUA, e dados do desemprego tanto nos EUA como na Zona Euro. 

Esta semana será também fértil na divulgação dos resultados empresariais do 2º trimestre. Importa analisar se em termos agregados os resultados mantêm a tendência de crescimento das receitas e EPS acima do esperado pelos analistas.

Assim, vou estar de olho nos resultados do primeiro semestre das empresas nacionais, na segunda-feira antes da abertura do PSI-20, a Galp Energia SPGS SA, após o fecho de terça-feira os CTT Correios de Portugal SA e por fim, na quarta-feira são divulgados os resultados da Corticeira Amorim SGPS SA. 

Lá fora, destacamos no início da semana os resultados da Apple Inc, Pfizer, Procter & Gamble Co, Catterpillar Inc, Glencore PLC, Heineken NV, Vivendi, Sanofi, Legrand, Deutsche Luftthansa AG, BP PLC e Standard Chartered PLC. Na quarta-feira e quinta-feira, serão anunciados os da ArcelorMittal, Lloyds Banking Group PLC, Ford Motor Co, Square, Tesla, Veolia, Volkswagen AG, Siemens, Barclays PLC e Societe Generale SA. No último dia da semana, teremos os resultados da Kraft Heinz Co/The, Credit Agricole SA, Allianz e Royal Bank of Scotland Group. Destaque para a importância sobre a evolução dos earnings das empresas sector da tecnologia dos EUA, dado a sua crescente posição nos índices em termos de market cap, e também procurar entender se o newsflow pouco favorável da Facebook e Twitter da semana passada se estende a mais empresas do sector e os riscos de contágio a outros sectores.  

Esta semana será relevante acompanhar a reunião dos Estados Unidos da América (Fed), do Banco Central do Japão e da Inglaterra, nomeadamente em relação à sua decisão sobre taxas de juro e evolução do programa de estímulos. Na reunião de quarta-feira da Fed não é expectável o aumento da taxa directora, no entanto espera-se que a Reserva Federal sinalize o aumento de mais duas subidas de 25 bps até ao final do ano.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido