Esta semana vou estar de olho na produção industrial da Alemanha


 

(O contributo desta semana é da autoria de José Barreiros, da equipa de Gestão Discricionária da GNB - Gestão de Ativos)

Em 2019, um dos maiores desvios no ritmo de crescimento económico ocorreu na Alemanha – de +1.6% projetado no início do ano para +0.5% no consensus atual; e tal, deveu-se à fraqueza da Produção Industrial num contexto da “guerra comercial”, sobretudo, entre os EUA e a China.

Nos 2 últimos meses do ano, o PMI Manufacturing da Alemanha estabilizou, ainda que a níveis baixos e a apontar fraqueza nas atividades. Os dados que irão ser divulgados nesta semana referem-se a novembro, mas importa saber se a estabilização referida nos indicadores qualitativos encontra justificação na atividade industrial.

O consensus do mercado também procura esta estabilização desde outubro: na altura, a produção industrial alemã caiu 1.7% MoM e o mercado esperava +0.1% MoM; para novembro, a expectativa é de um crescimento mensal de 0.8%...

Ao nível das encomendas dirigidas à indústria alemã, espera-se um crescimento de 0.2% MoM, o que ainda assim não impede uma queda de 4.7% em termos homólogos.

Também importante será a divulgação dos PMI’s finais de dezembro dos sectores dos serviços, que em 2019 foram a âncora do crescimento económico dos principais países da Zona Euro.

No entanto, só depois de encontrar a estabilidade no complexo industrial alemão é que o mercado poderá dar maior probabilidade à expectativa de uma aceleração do crescimento económico naquele país.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido