Espírito Santo Obrigações Global, com uma rendibilidade anualizada a um ano de 15,83%


No final de Maio, o Espírito Santo Obrigações Global – com uma carteira composto 85,5% por títulos de dívida pública e 14,51% por liquidez -, seguia com uma rendibilidade anualizada a um ano de 15,83%.

A categoria com o segundo melhor desempenho é a de fundos de acções américa, com uma média de 11,18%, composta por seis fundos e onde as rendibilidades a 12 meses oscilam entre 1,54% do Espírito Santo Acções América e 21,87% do Santander Acções América.

As restantes categorias que estão positivas têm rendibilidades médias a 12 meses inferiores a dois dígitos.

Nas negativas, a de fundos de acções nacionais, com -31,73%, é a que tem a pior média; o BPI Portugal, com -28,71% é o que tem a melhor rendibilidade a um ano entre os sete fundos desta categoria, estando no lado oposto o Caixagest Acções Portugal (-34,25%).

Muito próximo da rendibilidade média desta categoria está a de fundos de poupança acções, que se situava no final de Maio em -30,51%; neste caso, a evolução dos 10 fundos oscila entre -26,22% do Raíz Poupança Acções e -34,13% d Caixagest PPA.

O Mais Lido

Próximos eventos