ESAF ganha prémio Morningstar para melhor fundo de obrigações euro


 

O Espírito Santo Obrigações Europa foi distinguido como melhor fundo nacional de obrigações euro, na edição de 2013 dos prémios Morningstar/Diário Económico.

Com início de actividade em Janeiro de 1994, o fundo investe “directa ou indirectamente mais de 70% dos seus activos em obrigações de taxa fixa, emitidas por entidades supranacionais, por Estados europeus, por empresas, assim como em títulos de participação, em obrigações, hipotecárias e títulos de dívida objecto de securitização”, é referido no prospecto do fundo.

À data de 24 de Maio, o ES Obrigações Europa tinha uma rendibilidade anualizada a 12 meses de 35,13%, de acordo com dados divulgados pela APFIPP, e ontem o volume sob gestão ascendia a 54,02 milhões de euros. Os cinco principais activos em carteira são: DBR 1.5 13-02/23 (27,43%), RFGB 1.5 13-04/23 (26,67%), BTPS 2.25 13-04/2017 (18,31%), PGB 3.85 05-04/21 (11,62%) e GGB Step 12-02/2027 (9,38%).

Na prospecto é referido que, além dos activos anteriormente mencionados, o fundo poderá ainda investir em activos “denominados em outras moedas que não o euro desde que efectue a correspondente cobertura cambial” e, até um máximo de 30% do seu valor global, “em obrigações de taxa indexada de dívida pública, de empresas ou de entidades supranacionais”. Além disso pode também investir em acções preferenciais sem direito de voto.

O risco “de maior expressão ao qual o fundo está exposto é o risco de variação da taxa de juro [...] e o risco de crédito, ou seja, o risco de incumprimento por parte dos emitentes dos activos em carteira”. No prospecto simplificado é ainda referido que condições económicas adversas “podem influir no nível de segurança do cumprimento das responsabilidades assumidas”.

 

(entrevista com o gestor na próxima edição da revista Funds People Portugal)

Empresas

Notícias relacionadas