Tags: Obrigações | Ações | EUA | Europa |

Encontro do G20 e eleições nos EUA em destaque em semana de reunião do BCE


A semana tem início com a continuação da reunião dos ministros das Finanças e bancos centrais do G20, no México, estando ainda agendada a divulgação de resultados do BCP, HSBC e Ryanair. 

Na terça-feira, os Estados Unidos vão a votos para decidir se Barack Obama continua na presidência do país ou se a Casa Branca terá Mitt Romney como novo inquilino. Nos indicadores, na Alemanha serão conhecidas as novas encomendas à indústria (Setembro), na Zona Euro o índice PMI dos serviços (Outubro) e os preços na produção industrial, (Setembro). Apresentam contas trimestrais a EDP Renováveis, a BMW, a Gas Natural, a EDP e a NYSE Euronext.
 
A Alemanha publica na quarta-feira, os dados da produção industrial (Setembro), enquanto na Zona Euro são divulgadas as vendas a retalho (Setembro) e nos Estados Unidos as reservas de crude, relativas à semana terminada a 2 de Novembro. Entre as empresas que apresentam resultados encontram-se a Telefonica, o BNP Paribas, o ING Groep, a Vestas, a Time Warner e a Kraft Foods.
 
O destaque na quinta-feira vai para a reunião do Banco Central Europeu (BCE), sendo esperada uma manutenção da taxa de juro de referência em 0,75%. No Reino Unido,o banco central anuncia também as taxas de juro. Nos Estados Unidos é conhecida a evolução da balança comercial, em Setembro, e os novos pedidos de subsídio de desemprego, na semana terminada a 3 de Novembro. Quanto a resultados de empresas está prevista a divulgação por parte de Repsol, Portugal Telecom, Endesa, REN, Societe Generale, Banif, Sonae Indústria, Cimpor  e Walt Disney.
 
A semana termina com a divulgação, na China, da inflação, produção industrial e vendas a retalho, enquanto na Alemanha é também publicado o índice de preços nos consumidor (outubro), e nos Estados Unidos, o índice de confiança dos consumidores da Universidade de Michigan (Novembro) e os stocks nos retalhistas (Setembro).
 
Quanto a leilões de dívida durante os próximos dias estão agendados três, de bilhetes do Tesouro, de França, logo na segunda-feira, seguindo-se terça um do Mecanismo Europeu de Estabilidade Financeira (EFSF); a Alemanha faz uma emissão de dívida na quarta e na quinta é a vez de Espanha ir também ao mercado.

Notícias relacionadas