Tags: Obrigações |

Emissão sindicada com potencial de valorização


Portugal foi esta quarta-feira ao mercado emitir 3 mil milhões de euros em dívida com um prazo de 15 anos. A emissão, de caráter sindicado, foi efetuada a uma taxa de 2,325% e a procura, embora não se saiba exatamente a sua amplitude, terá sido "muito forte", segundo Filipe Silva, diretor da Gestão de Ativos do Banco Carregosa.

Para Filipe Silva a operação foi bem sucedida tanto para o Estado Português que "emitiu o que queria emitir" a "prazos longos e com taxas baixas, ou pelo menos pagáveis", como para os investidores que compraram com "desconto face aos preços de mercado". O especialista considera que em teoria as obrigações emitidas deveriam ajustar positivamente em preço: "Se numa emissão que vence em 2037, o Estado português está a pagar uma taxa yield de 2,35%, esta emissão, que matura três anos antes, em 2034, a taxa foi de 2,325%, mas a verdade é que vai ter que ser o mercado a decidir quanto é que está disposto a pagar para ter esta dívida". 

 

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido