Emergentes sobem ao topo em setembro


Oito dos quinze fundos com melhores rendibilidades pertencem aos mercados emergentes, invertendo a tendência dos últimos meses, segundo os dados morningstar para o mês passado.

Esta retoma dos mercado emergentes, advém, sobretudo, da recuperação brasileira desde do início do verão, que tem levado os fundos de mercados emergentes a recuperar terreno face às outras categorias.

FundBox lidera a um mês

Apesar dos emergentes dominarem no geral, o melhor fundo de setembro pertence à Fundbox, com o seu fundo Eurobox. No mês de setembro, este fundo obteve uma rendibilidade de 28%. Este fundo do mercado monetário é relativamente recente, tendo iniciado a sua atividade durante o mês de maio deste ano. Segundo a CMVM, no final de agosto, a carteira do fundo detinha papel comercial e depósitos a prazo de diversas instituições nacionais.

Já o fundo Montepio Euro Telcos, que teve um apreciação de 7,6% durante o mês de setembro, valendo-lhe o segundo lugar do pódio mensal.

Emergentes crescem!

O crescimento dos mercados emergentes, foi a grande novidade do mês de setembro, no que toca às rendibilidades. Grande parte deste crescimento advém do mercado brasileiro, já que o índice Ibovespa teve uma valorização acima dos 4,5% durante o mês passado, que se transforma numa recuperação acima de 10% no último trimestre. No entanto, esta valorização apenas tem ajudado a recuperar o mercado, já que as perdes acumulados do ano se situam em mais de 14%.

O fundo mercados emergentes do Millennium foi o melhor fundo da classe e o terceiro melhor do mês, com ganhos de 7,19%. Logo depois vem o Multi Gestão Mercados Emergentes, do Montepio Geral, com uma valorização de 7,15%.

Destaque, também, para os fundos Brasil, do BPI Gestão de Activos (Brasil Valor e Brasil) e ES Brasil da ESAF, que tiveram ganhos acima de 5% durante o mês.

Fundo de Obrigações no Top 10

Há um fundo de obrigações que obteve uma valorização acima de 5% e que está no top 10 do mês de setembro. O fundo mercados emergentes, do Montepio Geral, teve uma apreciação mensal de 5,24%, sendo que nas dez maiores posições não tem qualquer ativo do Brasil.  As três maiores posições são ocupadas por dívida soberana portuguesa e argentina, segundo a morningstar.

 

NOTA: Os dados reportam à Morningstar a 30 de Setembro de 2013 e apenas mostram os dados disponíveis, sendo que nem todos os fundos apresentam os dados completos.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 3 Siguiente