Tags: Negócio |

Em mês que a volatilidade dispara, PSI-20 encerrou a cair


No passado mês de agosto a volatilidade do índice PSI-20 disparou e atingiu os 17,42%, bem acima dos 10,75% fixados no mês anterior e dos 10,36% registados em agosto do ano passado.  O mês estival por excelência foi também um mês de queda para o índice que encerrou nos 4.887,63 pontos, menos 2,5% do que em julho e menos 9,9% do que no período homólogo de 2018.

No que tem que ver com as transações no mercado secundário a contado, a CMVM reporta um aumento de mais 134,0 milhões de euros  para os 1.927,6 milhões de euros de transações neste mercado. Na Euronext Lisbon o destaque vai para as ações, que cresceram 20% em termos mensais para os 1.784,7 milhões de euros. As obrigações, por seu lado, apresentaram um decréscimo de 29% no período para os 68,4 milhões de euros.

Captura_de_ecra__2019-09-03__a_s_16

Nas transações em títulos de dívida, os valores acumulados da CMVM mostram que em termos homólogos as obrigações do tesouro registaram um aumento de 34,1% para os 60,6 milhões de euros entre janeiro e agosto de 2019, o que compara com os 45,2 milhões de euros do mesmo período de 2018. 

No habitual resumo que o regulador faz também da indústria de fundos nacional, pode ler-se ainda que o valor sob gestão dos organismos de investimento coletivo em valores mobiliários e fundos de investimento alternativo subiu 1,4% em julho face a junho, para os 11.970,9 milhões de euros. Nos fundos de investimento imobiliário e fundos especiais de investimento imobiliário, por seu lado, o montante recuou 0,2% para 11.048,5 milhões de euros. 

Notícias relacionadas

O Mais Lido

Próximos eventos