Tags: Negócio |

Eleger o fundo com a comissão mais baixa não é garantia de escolher mais barato: o caso britânico


A Financial Conduct Authority (FCA) analisou o impacto das comissões que cobram as plataformas de retalho sobre o custo total do investimento em fundos. Para isso, o regulador britânico realizou pela primeira vez na sua história uma análise baseada no impacto que as comissões das plataformas têm tido nos fundos de investimento mais populares no Reino Unido. Embora seja verdade que a comissão que cobra a plataforma depende do tipo de produto eleito pelo investidor e do tamanho da operação, a conclusão a que chegam é que as plataformas podem ter um impacto significativo no custo total do investimento. “A comissão de gestão que o fundo ativo cobra é a parcela que tem o maior peso no custo total, embora as comissões das plataformas possam chegar a representar o maior custo para aqueles investidores que usam produtos de gestão passiva”, explicam.
 
average plataform charges 1
 
 
O resultado do estudo é muito eloquente. Nos produtos de gestão ativa, a comissão que implica um investimento de 5.000 libras num fundo representa metade do custo total (praticamente 90 pontos base dos 180 totais são imputáveis à plataforma). À medida que o tamanho da ordem aumenta, o impacto da comissão da plataforma reduz-se. Por exemplo, num investimento de 25.000 libras num fundo de gestão ativa, o custo total do investimento rondaria os 1,3% dos quais 40 pontos base seriam imputáveis à plataforma. Ou seja: enquanto para um investimento de 5.000 libras a comissão que cobra a plataforma representa 50% do total, para um investimento de 25.000 esta reduz-se para 30% do total. Se tivermos como referência as ordens de subscrição mais elevadas (de 500.000 libras, por exemplo), a comissão da plataforma representa 18% do custo total.
 
No entanto, se se tratar de um produto de gestão passiva, o gasto da plataforma é sempre maior do que quando se entranha a comissão de gestão do produto. No caso de um investimento de 5.000 libras, o custo total de investir numa estratégia deste tipo alcança os 110 pontos base, dos quais 90 correspondem à comissão da plataforma. Mesmo aumentando o tamanho da ordem, o gasto entranhado pela plataforma é sempre superior ao da comissão de gestão, como demonstra o facto de que para um investimento de 500.000 libras, 25 dos 40 pontos base do gasto sejam imputáveis à plataforma. “As diferentes plataformas podem oferecer serviços adicionais aos consumidores que justifiquem taxas mais elevadas. No entanto, o custo total pode variar significativamente dependendo do caminho que decidam tomar os investidores”, assinalam da FCA.
 
grafico 2 charges
 
 
Para corroborar a sua teoria, a autoridade britânica fez uma demonstração de como o custo total de posse de um fundo pode variar em função de qual seja o canal eleito pelo investidor. Para isso, a FCA solicitou às plataformas que tinham participado no estudo que contribuíssem com um investimento mensal de 100 libras esterlinas durante três anos e outro investimento direto de 50.000 libras no BlackRock Fixed Income Global Opportunities Fund, incluindo as comissões da plataforma e excluindo as imputáveis ao assessoramento. Selecionaram este produto da BlackRock pela grande popularidade que alcançou no Reino Unido durante o período em que realizaram o estudo. A conclusão a que chegaram é que o custo total do produto variava de 56 para 271 libras para os investidores que faziam contribuições regulares e de 1.254 a 4.189 libras para aqueles que realizavam um investimento direto de 50.000 libras. Neste exemplo, a comissão de gestão do produto foi o fator mais significativo no custo total.
 
Outra conclusão interessante a que têm chegado os especialistas da FCA que fizeram o estudo é que as comissões das plataformas e o das comissões dos fundos nem sempre estão correlacionados, pelo que selecionar o produto com comissão de gestão mais baixa ou a estratégia sobre a qual a plataforma aplica uma menor comissão não significa que o investidor esteja a ficar com o mais barato. A autoridade britânica ilustra-o com um gráfico em que mostram o custo total de uma solução de carteiras de risco médio para um investimento de 50.000 libras, no qual se conclui que as plataformas com baixas comissões não oferecem necessariamente o custo mais baixo para os investidores que procuram as soluções de uma carteira modelo deste tipo.
 
“The Share Centre é a plataforma com a comissão mais baixa, mas a que conta com as comissões mais elevadas no que diz respeito à gestão das suas soluções de risco moderado. Pelo contrário, a Simply EQ é a plataforma com a comissão mais elevada, mas uma das que tem os produtos com as comissões de gestão mais baixas. Estas diferenças sugerem que os investidores não podem basear-se unicamente nas comissões dos fundos ou os que cobra a plataforma como indicação fiável do custo total do investimento”, assinalam da FCA.
 
3 charges
 
 
Empresas

Notícias relacionadas

Próximos eventos