Dois quintos dos AuM de fundos de investimento nacionais colocados em investidores particulares


Segundo dados revelados esta quinta-feira pelo Banco de Portugal, o valor líquido global das unidades de participação em circulação dos fundos de investimento era de 25,3 mil milhões de euros no final de 2018. Este valor revela um decréscimo de 1,2 mil milhões de euros face ao ano anterior.

unidades_de_participa__o

Todos os instrumentos dos ativos dos fundos de investimento sentiram este decréscimo na sua atividade. Como se pode ler na divulgação do Banco de Portugal "esta redução de atividade foi transversal a todos os instrumentos do ativo dos fundos de investimento, refletindo principalmente o desinvestimento em títulos de dívida, em cerca de 0,4 mil milhões de euros, em ativos não financeiros, em 0,3 mil milhões de euros, resultante da venda de imóveis, e ainda uma redução, no mesmo montante, do investimento em unidades de participação emitidas por fundos estrangeiros." 

principais_setores

O principal setor investidor em fundos de investimento continua a ser os particulares. Este setor era detentor de cerca de 43% das unidades de participação em circulação no final do ano passado o que corresponde a 10,9 mil milhões de euros. Ainda assim, o setor registou um decréscimo de 0,2 mil milhões de euros do montante investido durante 2018. Os setores das instituições financeiras monetárias e das sociedades de seguros e fundos de pensões também demonstraram um ligeiro decréscimo face a 2017.

instrumentos

Notícias relacionadas

O Mais Lido