Dois fundos de obrigações lideram melhores rendibilidades em Novembro


Nos dez mais rentáveis da listagem de fundos, em Novembro, existe, à semelhança do mês passado, maior número de fundos de acções. Apesar disso a liderança cabe a dois fundos de obrigações, um gerido pela ESAF e outro pela Banif Gestão de Activos. O primeiro apresenta tradicionalmente 'performances' positivas, apresentando uma rendibilidade de 5,60% enquanto que o Banif Gestão Passiva tem uma rendibilidade de 4,87%.

Na listagem dos mais rentáveis, no mês passado, seguem-se fundos de acções, primeiro o Caixagest Acções Japão com 4,04%, depois dois fundos sectoriais do sector financeiro, o Santander E.F. Banca e Seguros (3,40%) e o Montepio Euro Financial Services (3,25%).
A média de rendibilidades dos 273 fundos portugueses analisados pela Morningstar é de 0,39%, existindo apenas 67 fundos com rendibilidades negativas, em Novembro.

Relativamente a classes de activos, os fundos de obrigações apresentam em média uma rendibilidade de 0,68%, acima da média geral. Os fundos de acções apresentam uma média de rendibilidade de 0,32%, já inferior à percentagem geral, assim como os fundos alternativos cuja média de rendibilidade é de 0,29%. Os de alocação superam a média geral, alcançando uma rendibilidade média 0,41%. 

Empresas

O Mais Lido