Tags: Gestores |

Dois fundos da BPI GA na corrida aos mais rentáveis de 2019


Tudo mudou face há um ano atrás. Por esta altura, no final de 2018, os investidores “deitavam as mãos à cabeça” para tentar perceber que ativos conseguiriam fechar o ano em positivo, depois de uma queda histórica dos mercados financeiros. Um ano depois o cenário mudou... bastante! Que fundos mobiliários nacionais se posicionam para terminar o ano de 2019 na linha da frente das rentabilidades?

O bull market norte-americano continua a ser o grande motor dos retornos dos fundos nacionais, e prova disso é o que mostram os dados da Morningstar, que indicam que no final de novembro eram cinco as estratégias de ações EUA/globais que se posicionavam nos lugares cimeiros desta corrida. Vejamos:

Captura_de_ecra__2019-12-05__a_s_17

Fonte: Morningstar Direct, novembro

Com 32,86% de retorno desde o início do ano, o BPI Ações Mundiais, da BPI GA é o fundo na dianteira no término de novembro. O produto, segundo dados da Morningstar, apresenta mais de 23% de alocação ao sector da tecnologia e, claro, uma grande predominância geográfica dos EUA, que contam para quase 70% da carteira. Seguem-se, por ordem de retorno, o BPI América D (não hedged), o IMGA Acções América, o fundo com selo Blockbuster e Consistente Caixagest Ações Líderes Globais e o Caixagest Acções EUA.

Sustentabilidade aparece

Interessante de  assinalar é a aparição, no sexto lugar deste ranking, de um fundo que atualmente apresenta um cariz sustentável. Trata-se do Caixa Ações Europa Socialmente Responsável, que no primeiro semestre derivou do antigo Caixagest Ações Europa. Desde o início do ano, o fundo da Caixa Gestão de Ativos entrega um retorno de 26,50%.

Como visível na tabela acima, apenas um “outlier” sobressai de entre os restantes fundos de ações. Trata-se do Montepio Multi Gestão Dinâmico, um fundo de alocação da gama da Montepio Gestão de Activos, que no período entrega 19,93% de retorno.

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido