Tags: Negócio |

Dinamismo regressa ao mercado nacional de venture capital


O negócio de M&A no mercado português continua de "vento em popa", tal como já tinha acontecido nos três primeiros meses de 2015. Em abril, segundo as informações que a TTR disponibiliza, o mercado nacional de  fusões e aquisições registou, na totalidade, 21 movimentos transacionais, entre anunciados e concluídos, o que configura um aumento representativo de 57% comparando com o mesmo período de 2014. No total o montante movimentado foi de 199,6 milhões de euros.

No relatório executado pela Transactional Track Record são dadas a conhecer 11 operações de M&A no mês de abril, lista nas quais se destacam a compra da Whitestar (leia mais) e  da Gesphone pela Arrow Global, ou a compra da AMS-BR Star Paper (fábrica de Vila Velha de Rodão) pelo Grupo Portucel Soporcel.

Venture capital também dinâmico

No ano de 2015, segundo relata o relatório elaborado pela TTR, são 16 as transações já decorridas ao nível do venture capital. No quarto mês do ano o dinamismo regressou a este sector e foram 8 as transações executadas. A entidade destaca, por exemplo, o investimento feito pela Portugal Ventures em empresas como a Bica Studios, na MyGon, na Jobbox ou na B-Guest.

Duas operações destacadas na área de private equity

O sector de private equity apresenta menos dinamismo do que os restantes. Em abril foram duas as transações decorridas, enquanto que no “acumulado” do ano se contam meia dezena. A TTR destaca no quarto mês do ano a compra da Empark, pela VINCI Park, bem como a aquisição da Britalar pelo Grupo Elevo.

A tecnologia, o sector financeiro e seguros, bem como o imobiliário, são os sectores mais ativos durante este ano, mas, curiosamente, também nos últimos dois anos. No que diz respeito às transações internacionais envolvendo o nosso país, a TTR refere que Espanha, Estados Unidos, França e Reino Unido são os países que ingressaram no mercado português através de aquisições.

Operação  em destaque em abril

Como já é habitual a TTR destacou também no quarto mês do ano uma transação que seleciona entre as restantes. Nesta edição em realce está a compra de um conjunto de ativos de rações animais das empresas Rações Progado Centro-Sul e Progado, pela Provimi Ibéria, subsidiária do grupo Cargill, por 1,80 milhões de euros. Esta operação contou com assessoria jurídica do Cuatrecasas, Gonçalves Pereira Portugal, atuando em nome do comprador.

Notícias relacionadas