Tags: Negócio |

Dinamarca atrai interesse da gestão de patrimónios


Num mês em que a APFIPP reportou um crescimento de 1,1% dos ativos geridos pelas entidades gestoras de patrimónios suas associadas, para um total de 57.841,4 milhões de euros, verificaram-se alguns movimentos interessantes entre as aplicações das carteiras.

Em primeiro lugar, a evolução das carteiras por tipo de cliente mostra um crescimento bastante destacado da rubrica de fundos de investimento. Fechando o mês com um património sob gestão de 1.078 milhões de euros, esta rubrica apresentou um crescimento de 8,39%.

1

Em segundo lugar, na evolução das aplicações das carteiras está evidente um crescimento de 8,8% na rubrica de outras ações europeias e de 3,25% em ações nacionais, num mês que, apesar de ter terminado com uma série de jornadas de mercados em correção, fechou com ganhos acentuados face ao final do ano. Também a rubrica de UPs de fundos de investimento cresceu na ordem dos 5,06%. De realçar, o crescimento de 8,9% na rubrica de liquidez e outros ativos, o que representa um valor absoluto de 366 milhões de euros.

3

Por fim, apesar de representar uns marginais 0,16% do total da exposição cambial das aplicações na gestão de patrimónios, a exposição à coroa dinamarquesa – moeda indexada ao euro – cresceu mais de 45% no mês, o que representa mais de 28 milhões de euros.

2

Notícias relacionadas