Tags: Negócio |

Depósitos de particulares continuam a registar valores negativos em outubro


De acordo com os mais recentes dados divulgados pelo Banco de Portugal, os depósitos de particulares nos bancos residentes totalizaram, em outubro deste ano, 138,8 mil milhões de euros, o que reflete uma taxa de variação anual (tva) de -0,8%. Apesar de ainda apresentar valores negativos, verificou-se uma ligeira subida, depois de, em setembro, a tva ter sido de -1,3%. No entanto, a tva dos depósitos de particulares foi de 3,7% em outubro na área euro, inferior aos 3,8% registados no mês anterior.

f

 

Fonte: Banco de Portugal, outubro de 2017

Neste período, a taxa de juro média dos novos depósitos, até um ano, de sociedades não financeiras fixou-se em 0,21%, o que corresponde a menos um ponto base do que em setembro. Já nos particulares, foi de 0,22%, o que também representa um acréscimo de um ponto base.

f

Fonte: Banco de Portugal, outubro de 2017

No que respeita a empréstimos concedidos pelos bancos a sociedades não financeiras e a particulares (habitação), estes continuaram a apresentar taxas de variação anual negativas, que em outubro se situaram em -2,8% e -1,9%, respetivamente, enquanto em setembro foram de -2,9% e -2,1%. Especificamente na área euro, os valores registados foram de 1,7% e 3,4%, respetivamente, em comparação com 1,4% e 3,4% verificados em setembro.

f

Fonte: Banco de Portugal, outubro de 2017

Os principais crescimentos verificaram-se no nível da taxa de juro média dos novos empréstimos concedidos a sociedades não financeiras, que foi de 2,81%, o que representa um aumento de sete pontos base em relação ao mês anterior. Também a taxa de juro das operações abaixo de 1 milhão de euros aumentou 3 pontos base, para 3,07%, e a taxa das operações acima de 1 milhão de euros aumentou 12 pontos base, para 2,34%. É ainda de destacar o volume de novos empréstimos concedidos a sociedades não financeiras em outubro, que foi de 2181 milhões de euros, montante superior aos 2121 milhões de euros registados em setembro.

Registou-se, contudo, o novo mínimo histórico ao nível da taxa de juro média nas novas operações de empréstimos a particulares para habitação, que foi de 1,53%, ou seja, diminuiu três pontos base face a setembro.

f

Fonte: Banco de Portugal, outubro de 2017

Notícias relacionadas

O Mais Lido