Tags: Estilo |

Depois das férias sabe bem voltar ao Teatro


Numa altura em que o mundo islâmico volta a estar no centro das atenções, hoje apresentamos-lhe uma opção teatral que se debruça sobre o assunto. No comboio para Ramallah, um casal de palestinianos e a sua filha partilham améchouïa e o kebab, reconhecem as planícies onde trabalharam na apanha do tomate, discutem sobre a pequena casa branca em Ramallah que nunca construirão, enervam-se com as casas-de-banho cujas portas nunca fecham, revêem febrilmente o plano da operação ditado pela Organização, atrapalham-se com a fita cola ao prender os explosivos à cintura da filha que se irá explodir num mercado...

Com uma fluência grotesca e mordaz, Antonio Tarantino impulsiona um trio familiar comum para os caminhos do terrorismo. Uma viagem metafísica ao coração do desespero no Médio-Oriente, numa Palestina fictícia reconstruída a partir de informações jornalísticas, centrifugado pela língua barroca de Tarantino que conduz uma dança na fronteira entre realismo e absurdo. 

A Casa de Ramallah é uma nova incursão dos Artistas Unidos na dramaturgia do italiano Antonio Tarantino. A peça pode ser vista às terças e quartas-feiras às 21h, e sábado às 16h e às 21 horas, no Teatro da Politécnica. 

O Mais Lido