Tags: Negócio |

CTT sobe ao topo das preferências


No final do mês de outubro, “o valor sob gestão dos organismos de investimento coletivo em valores mobiliários (OICVM) totalizou 8.497,8 milhões de euros, mais 59,6 milhões de euros (0,7%) do que em agosto. Nos fundos de investimento alternativo (FIA) o valor sob gestão caiu 1,6% para 2.354,0 milhões de euros”. Em termos totais, o montante ascendia a 10.959,8 milhões de euros, um valor mais alto em 1% do que o registado no mês de setembro, ou seja, mais cem milhões de euros. Em termos do número de fundos, não houve qualquer liquidação ou fusão durante o mês passado.

CTT sobe ao topo

A CTT – Correios de Portugal,  no final do mês passado, era a cotada portuguesa preferida dos OICVM nacionais. Os dados da CMVM mostram que o montante investido ascendia a 18,1 milhões de euros, depois de um crescimento de quase 12%, face ao mês anterior. A NOS e a SONAE SGPS são as duas cotadas que se seguem, com 16,9 e 14,3 milhões de euros, respetivamente.

Fora do mercado nacional, a Siemens continua a ser a cotada preferida na União Europeia (mais de 15,4 milhões de euros), enquanto que a Apple lidera fora da União Europeia (com 15,5 milhões de euros).

Investimento em Portugal decresceu

A CMVM explicita que “o Luxemburgo continuou a ser o principal destino de investimento dos FIM em outubro, ao absorver 18,8% do total das aplicações dos fundos, seguido do Reino Unido (14,1%), da Alemanha (11,5%) e de Portugal (9,8%)”. Com esta quota, o investimento em Portugal ascendeu a um valor superior a 440 milhões de euros, um montante mais baixo em 1,7%, do que o registado em setembro.