Conheça as perspetivas dos economistas da Schroders para o novo ano


Num vídeo que responde a várias questões que abrangem temas como a recuperação europeia, a fiscalidade nos Estados Unidos ou o estado das economias emergentes, Keith Wade e Azad Zangana, ambos economistas da Schroders, apresentam várias perspetivas e análises sobre 2013, mas também sobre o ano que agora terá início.

No que diz respeito ao ano que termina, Keith Wade,  Economista-chefe da Schroders, refere por exemplo que “2013 foi um ano de crescimento decepcionante” em que quando se olha “para as previsões feitas para o crescimento do PIB do ano passado, elas eram muito maiores do que aquilo que é provável que se veja este ano”. Já Azad Zangana, acredita que na primeira metade do ano “a maior parte da Europa esteve em recessão”, enquanto  na segunda parte “começou a assistir-se a uma muito fraca recuperação” dentro do velho continente, que, segundo o especialista,  se manterá em 2014.

No que diz respeito à Europa central, mais precisamente em relação a países como a Alemanha, a França, a Suécia ou a Áustria, Zangana espera que estes “superem a performance dos países periféricos, graças à natureza exportadora destas economias”.

Para saber a restante opinião dos especialistas sobre a desaceleração dos mercados emergentes, os riscos para economia a nível global ou as questões fiscais nos EUA, veja o vídeo aqui.

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente