Tags: Estilo |

Concentrado de Limousine


Logo que recebi a ficha técnica deste A3 Limousine pensei para comigo: 'Eh lecas!! 53.500€ por um Audi A3 diesel com 150cv??'

No entanto, assim que o vi parado no parque na SIVA, a sensação foi mais: 'Bom, para mim o teste está feito! Que carro espetacular!' É verdade, este A3 Limousine, do tamanho de um A4 de há 15 anos atrás, quando dotado deste kit completo 'S-line' e jantes de 18 polegadas, tem um ar musculado e desportivo que não deixa ninguém indiferente!

Se fizerem uma versão RS3 nesta carroçaria, acho que nem vai precisar de alarme, pois deve ter um look que até ameaça morder!

Frente mergulhante com os extremos rasgados por uns opcionais faróis em LED, corpo maciço acompanhado por generosas saias laterais, terminando numa traseira curta e 'empinada'... resulta numa imagem de grande dinamismo, com um formato extremamente compacto e robusto.

O ar desportivo é extensível ao interior, complementado com materiais de rigorosa escolha, apuro de montagem e uns bancos desportivos S-line para dar um sublime toque final... claro está, tudo em preto e tons de alumínio.

Tratando-se de um A3, o espaço na fila de trás não é nenhum prodígio, albergando 2 adultos com conforto, 3 com sacrifício. À frente, o espaço é mais desafogado. Graças a uma excelente posição de condução, um volante desportivo com fundo plano e excelente pega estamos bem sentados e prontos para momentos de condução inspirada!

'Inspirada' bom... até olharmos para o conta-rotações com o red-line às 4.500rpm e nos recordarmos que estamos ao volante de um diesel com 2.0 litros e 150cv.

De todas as formas, este motor é muitíssimo voluntarioso e rapidamente se imprimem andamentos 'ilegais', suportados por um chassis extremamente neutro, que até gosta de soltar a traseira se assim for provocado.

Este pequeno motor debita uns expressivos 340Nm de binário logo a partir das 1.750rpm, valor que se mantém constante até às 3.000rpm.

Apenas 500rpm mais tarde, temos os 150cv disponíveis, algo que acontece até às 4.000rpm!

Ou seja, temos muito motor numa ampla faixa de regime e não fosse o som de um diesel a acompanhar andamentos vivos, eu diria que estávamos na presença de um desportivo!

O casamento com a belíssima caixa S Tronic de 6 velocidades, não podia ser melhor. Com um motor tão 'cheio', em modo 'automático' rodamos sempre numa faixa ideal de regime, com largas doses de disponibilidade para reprisar ou, simplesmente, acelerar.

Em modo Sport a caixa acrescenta alguma dose de brusquidão às passagens, o que só contribui, ainda mais, para o prazer de condução deste 'Terrier' da Audi.

A caixa permite ainda um modo de utilização manual, mas infelizmente nesta unidade, não dispúnhamos de patilhas no volante para aumentar o fator 'PlayStation' da condução!

Quando falamos de uma aceleração dos 0-100 em pouco mais de 8s ou de uma velocidade de ponta para lá dos 220km/h, voltamos a esquecer-nos de que se trata de um diesel com apenas 150cv e relembra-me o facto de que ainda há uma configuração deste 2.0TDi com 184cv!

A direção é extremamente precisa e com um peso adequado, sendo que nem mesmo os 340Nm de binário são suficientes para a 'desencaminhar' com reações adversas de 'torque-steer'. O carro é extremamente fiel às trajetórias traçadas e se em carga escolhemos subitamente aliviar acelerador, somos brindados com um delicioso rodar de traseira, progressivo e muito fácil de controlar.

Quando optei por andamentos mais tranquilos e desfrutei de um computador de bordo que teimava em não me mostrar consumos médios superiores a 5.2ltrs/100, foi possível desfrutar dos inúmeros gadgets que recheavam este A3 Limousine.

O mais brilhante sistema de navegação que alguma vez utilizei, simples, é isto! O melhor! Google Earth e mais nada!

Como? É fácil! Este A3 vinha equipado com um SIM card permitindo o acesso à Internet, bem como a todas as funcionalidades Audi Connect.

Redes sociais, destinos de navegação pré-agendados, trânsito online, leitura e envio de msgs e emails... Querem mais?

É que estava a ensaiar um A3! Não era um A8 ou um A7 topo de gama! Era um Audi A3!

Como se não fosse suficiente, ainda pude aceder ao Audi Smartphone Interface e replicar o ecrã do meu telefone no ecrã central do carro, controlando tudo através do botão Audi MMI.

Sinceramente, acho que é difícil pedir mais....

Assim sendo, não foi preciso muito tempo até reconsiderar o preço pedido de 53.500€, como a 'pipa de massa' que julguei ao início!

Audi, venha a versão RS3, por favor!

Notícias relacionadas

O Mais Lido