Tags: Negócio |

Composição das carteiras de investimento das seguradoras no primeiro trimestre


A Autoridade de Supervisão de Seguros e de Fundos de Pensões, no relatório relativo à evolução da atividade seguradora no primeiro trimestre de 2019, revela que o valor total dos ativos aumentou 3,4% face ao final do ano passado.

Captura_de_ecra__2019-06-04__a_s_14

Fonte: ASF

No fim do primeiro trimestre de 2019, os valores de mercado dos instrumentos de dívida representavam 73% das carteiras de investimento dos segmentos Vida Não Ligados e Não Vida e 54% das carteiras de investimento do ramo Vida Ligados.

Outra das conclusões retiradas deste relatório está relacionada com aumento do peso do segmento Numerário e depósitos e um decréscimo das aplicações em Obrigações de dívida pública e entidades privadas.

Além disso, no relatório da ASF é possível perceber que os instrumentos de dívida dominam ao representarem 67% do total dos ativos.

Os fundos de investimento em carteira fecharam o trimestre com o valor de 5.677 milhões de euros, sendo que a maior fatia deste volume encontrava-se nos ativos afetos aos seguros de vida ligados (3.732 milhões de euros).

Já na composição das carteiras afetas aos seguros PPR por classe de ativos fica claro o crescimento do volume sob gestão na ordem dos 7,36%. As rubricas que maior contributo deram a este crescimento foram as de obrigações e ações, muito embora o mix na composição da carteira não se tenha alterado significativamente. De realçar novamente o crescimento da rubrica de liquidez. 

Captura_de_ecra__2019-06-04__a_s_14

Fonte: ASF

Notícias relacionadas

O Mais Lido