Tags: ETF |

Commodities e emergentes: duas tendências nos ETFs mais negociados de junho


No mês de junho os investidores de ETFs do Banco Best e do ActivoBank coincidiram nalgumas preferências relativamente a estes produtos, nomeadamente no que toca aos mercados emergentes.

Bruno Pinhão, gestor de produto do ActivoBank, começa por assinalar que no período “o sentimento positivo imperou nos mercados durante o mês de junho”, tendo os investidores de ETFs da entidade refletido nas suas escolhas este enquadramento. “O alinhamento na valorização do mercado, fica bem evidente nos 10 ETFs mais negociados no mês onde todos eles tiram partido da valorização. O otimismo dos investidores foi inequívoco e podemos ver que seis dos dez ETFs, têm uma alavancagem de 3X”, revela. Nas opções dos investidores durante o mês, estiveram, segundo o profissional, a “exposição à valorização em distintos índices americanos, europeus e emergentes, setor de tecnologia e setor financeiro”.

Do lado do Banco Best, Rui Castro Pacheco, diretor adjunto de investimentos, fala de outro tema ainda não mencionado: as commodities. “Este mês notamos alguma presença de commodities no TOP dos ETFs mais negociados, com um fundo que segue o gás natural no EUA, o United States Natural Gas Fund, LP, e dois ETFs que procuram seguir o preço do ouro, os iShares Gold Trust e db Physical Gold Euro Hedged ETC”. Este último, realça, faz “o hedging cambial do USD para o EUR”. O profissional salienta que “ainda que muitos investidores sejam críticos do ouro como investimento de refúgio, argumentando que o ouro não gera per si uma yield que remunere o investimento, a verdade é que atualmente os investimentos mais conservadores podem gerar uma yield negativa, pelo que o ouro pode estar a ser mais procurado como alternativa a investimentos mais conservadores”.

O restante top do mês, diz o diretor adjunto de investimentos da entidade, além das commodities, apenas apresentou ETFs que seguem índices. “A maior procura foi para o índice das maiores 500 empresas americanas com o Vanguard S&P 500 UCITS ETF EUR e o iShares S&P 500 EUR Hedged UCITS ETF (Acc) EUR, este último a permitir a cobertura cambial entre o USD e o EUR”, referiu. Em termos temáticos ou sectoriais, os clientes do Best centraram a sua procura em “empresas com dividendos mais sustentados, com o ETF iShares STOXX Global Select Dividend 100 UCITS ETF (DE), bem como por empresas europeias do setor das Utilities, com o iShares STOXX Europe 600 Utilities UCITS ETF (DE)”. Em termos regionais, “destaque ainda para os mercados emergentes que têm dois representantes no TOP, o iShares MSCI EM UCITS ETF USD (Acc) EUR e o iShares MSCI Emerging Markets ETF e para a Ásia Desenvolvida com o Vanguard FTSE Developed Asia Pacific ex Japan UCITS ETF EUR”.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido